Saúde

Consumo de queijo reduz risco de cáries

O consumo de produtos lácteos tem vindo a ser associado à manutenção de um corpo saudável, em particular pelos seus benefícios ao nível dos ossos. Agora, um novo estudo veio mostrar que um deles, o queijo, pode proteger contra as cáries.
Versão para impressão
O consumo de produtos lácteos tem vindo a ser associado à manutenção de um corpo saudável, em particular pelos seus benefícios ao nível dos ossos, mas o papel destes produtos na saúde oral tem sido pouco analisado. Agora, um novo estudo internacional veio mostrar que consumir um deles, o queijo, pode ajudar a proteger os dentes contra as cáries.
 
Embora com uma amostra relativamente reduzida, a investigação, publicada pela instituição norte-americana Academy of General Dentistry (AGD), realça as vantagens deste alimento, que se devem ao facto de o queijo fazer subir os níveis de pH na boca. 
 
A equipa, coordenada pelo médico Vipul Yadav, analisou o pH da placa bacteriana de 68 crianças com idades entre os 12 e os 15 anos antes e depois do consumo de queijo, leite ou iogurte sem açúcar.
 
Quando os níveis de pH se encontram abaixo de 5,5, dizem os especialistas, os indivíduos passam a correr risco de erosão dentária, o processo pelo qual o esmalte dentário se desgasta. “Quanto mais acima dos 5,5 estiver o pH, menor é a hipótese de haver desenvolvimento de cáries”, explica Yadav, principal autor do estudo, em comunicado.
 
As crianças que participaram na investigação foram separadas aleatoriamente em três grupos: os elementos do primeiro grupo deviam ingerir queijo cheddar, os do segundo beber leite e os do terceiro comer iogurte sem açúcar. Depois de consumirem os seus produtos durante três minutos, todos deviam bochechar com água.
 
Após a experiência, os investigadores mediram os níveis de pH na boca de cada participante ao fim de 10, 20 e 30 minutos. Aqueles que beberam leite ou comeram iogurte não revelaram quaisquer alterações nos níveis de pH, ao passo que os que ingeriram queijo apresentaram uma subida acelerada dos níveis de pH em cada intervalo de tempo, o que sugere que este alimento é eficaz contra as cáries.
 
De acordo com os autores do estudo, a subida dos níveis de pH na boca de quem comeu queijo deve-se, provavelmente, ao aumento da produção de saliva, que pode ser causado pela mastigação. Além disso, vários compostos presentes no queijo conseguem “colar-se” ao esmalte dentário, ajudando a proteger os dentes da acidez.
 
“Os produtos lácteos parecem ser benéficos para a saúde da boca”, afirma Seung-Hee Rhee, porta-voz da AGD. “Isto significa que, além de serem uma boa alternativa a aperitivos ricos em sal e hidratos de carbono, podem ser considerados uma medida preventiva contra as cáries”, conclui.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub