i9magazine

Construção de Redes de Valor

Versão para impressão

Com uma adesão de mais de 6300 CIOs, CTOs e lideres de IT em toda a Europa e América do Sul, a rede nasce em 2006 na Bélgica, e do centro da Europa, começou a expandir-se para a Alemanha, Holanda, França, Reino Unido, Itália, Espanha, e Portugal em 2013. Desde 2013 até 2016 expandiu-se para a América do Sul, nomeadamente, Brasil, Venezuela, Equador e Colômbia.

A comunidade têm vindo a crescer fruto do envolvimento dos membros em diferentes iniciativas profissionais e do trabalho de cada país para aumentar o nível de conhecimento da função de tecnologias e inovação, reduzir o hiato social nas competências digitais, alavancar o desenvolvimento de empresas de TIs portuguesas em mercados externos e integrar parceiros no tecido empresarial de forma a oferecer melhores soluções baseadas em tecnologia. Parte desse trabalho é realizado pelo conselho consultivo que tem sido um elemento essencial para a progressão da rede, troca de experiencias, partilha de conteúdos e crescimento da função de decisor em inovação e tecnologias de informação. Atualmente o conselho consultivo conta com 25 membros e está distribuído por vários sectores em todo o país.

Ao longo dos últimos anos, todas as dimensões da gestão de TI têm sido alvo de revolução – desde governance de TIs à gestão de informação, segurança e transformação digital. As tecnologias disruptivas continuam a crescer, capacitando os utilizadores mais do que nunca a influenciar as estratégias de informação das grandes empresas. Neste panorama de transformação constante é fácil tornar-se obsoleto, e é esse o desafio da CIONET – manter a comunidade de executivos de IT na vanguarda da inovação, informação e conhecimento.

A CIONET não é somente um veículo de inovação, é também uma organização que procura, inovar, sobretudo ao nível do modelo de negócio que preconiza – um modelo de ecossistema que congrega e interliga diversos interlocutores que giram em torno do decisor principal de inovação e tecnologia (e hoje em dia cada vez mais o líder digital). Assim, a CIONET congrega um ecossistema composto por 5 tipos de parceiros: 1) Parceiros Institucionais: FCT, IAPMEI, AICEP, Ministério da Economia, Comissão Europeia, Fundação Gulbenkian; 2) Parceiros de Media; 3) Parceiros Académicos: Porto Business School, Católica Lisbon, Nova School of Business and Economics, MIT Sloan (Massachussets Institute of Technology), e ISEG; 4) Parceiros de Negócio: Huawei, NOS, OutSystems, CISCO, HPE, Vodafone. Neste ecossistema conseguiu-se lançar em 2014 o primeiro evento agregador para a empregabilidade digital em que centenas de participantes da sociedade civil colaboraram para um documento que serviu de apoio à Coligação Nacional para a Empregabilidade Digital.

Esse projeto também serviu de base para uma iniciativa inovadora de aproximação de CIOs a startups que visa o mentoring de jovens empreendedores – Global Startup Awards. Talvez por esta razão a CIONET tem vindo a convidar para a sua rede CEOs e CFO, quando são estes, nas suas Organização os que tomam as decisões sobre tecnologias.

O papel da CIONET é sobretudo, manter os executivos à velocidade necessária para se tornarem ágeis e atuais – ou seja verdadeiros líderes digitais. Esta é uma necessidade da sociedade atual, e justifica o rápido crescimento e expensão da rede, que agora se prevê alastrar para economias emergentes como a Índia e China bem como para potências tecnológicas como o Japão e Israel.

O conteúdo Construção de Redes de Valor aparece primeiro em i9 magazine.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub