Espetáculos e Exposições

Concerto de Rodrigo Leão abre festas da Rainha Santa

Um concerto de Rodrigo Leão & Cinema Ensemble, no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, inicia no dia 01 de Julho as Festas de Coimbra e da Rainha Santa I. Os festejos prolongam-se até dia 11 com nomes como Camané, Táxi e Anaquim, entre outros, avança
Versão para impressão
Um concerto de Rodrigo Leão & Cinema Ensemble, no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, inicia no dia 01 de Julho as Festas de Coimbra e da Rainha Santa I. Os festejos prolongam-se até dia 11 com nomes como Camané, Táxi e Anaquim, entre outros, avança a Lusa. À exceção do concerto de abertura, todos os eventos são gratuitos.

Rodrigo Leão afirmou que este concerto vai incidir sobre o seu mais recente trabalho: “A Mãe” [2009 – oiça abaixo um dos temas do albúm, “Vida Tão Estranha”]. O disco foi gravado em cidades como Goa e Nova Iorque, deixando adivinhar o eclectismo, exotismo e sofisticação que já marcava a obra anterior do músico. 

O concerto será o único com entradas pagas, com as receitas a reverterem para a criação de uma cantina da Liga Nacional Contra a Fome. Cumpre-se assim um desígnio perseguido pela Rainha Santa, de ajuda aos pobres e famintos, e com um evento a decorrer no mosteiro para onde se recolheu após a morte de D. Dinis.

Previamente ao programa oficial realiza-se, entre os dias 25 e 27 de Junho, o 40.º Rallye Rainha Santa, para carros antigos. No dia 26 é inaugurada a XXX Feira Comercial e Industrial de Coimbra e, no dia 29, é recriado o milagre das rosas no Parque Verde do Mondego.



No dia 29 realiza-se ainda, no Museu Nacional de Machado de Castro, o colóquio “Escultura patrocinada pela Rainha Santa. Uma perspectiva interdisciplinar” e é inaugurada a exposição “Mestre Pêro — O Escultor da Rainha”.

Além de evocarem a beatificação de Isabel de Aragão, as festas pretendem “celebrar o centro histórico e alguns espaços que têm sido requalificados”, afirmou Luís Alcoforado, presidente da empresa municipal Turismo de Coimbra.

A 2 de Julho, segundo dia das festas, é inaugurada a Feira Popular e realiza-se uma Serenata de Coimbra, na Praça 8 de Maio, e um concerto pela banda portuense Táxi.

Um encontro de filarmónicas do distrito e uma celebração da guitarra de Coimbra e Lisboa, a que se associam as vozes de Camané e João Farinha, marcam o dia 3.

Dia 4 as tradicionais danças de salão, como o flamenco, salsa e tango, saem à rua para realizarem na Praça 8 de Maio o “Coimbra Street Dancing”, no mesmo dia em que a guineense Eneida Marta dá um concerto na Praça do Comércio.

Um concerto dedicado à serenata, com a Orquestra Clássica do Centro e a Vórtice Dance Company, da Figueira da Foz, e o folclore da Tailândia e Bulgária destacam-se no dmané, ia 5.

Concertos pela Orquestra de Bandolins Espanhóis, de Valladolid, (dia 7), e das bandas Azeitonas (9) e Anaquim (10) são outras iniciativas de animação. O último concerto decorre dia 11 de julho com o um espetáculo do percussionista brasileiro Cyro Baptista, músico radicado nos EUA.

No dia 10 realiza-se o 1.º Torneio de Bridge da Rainha Santa, iniciativa que pretende incluir Coimbra no roteiro das competições internacionais da modalidade, disse Luís Alcoforado.

Programa religioso

No programa religioso destaca-se no dia 8 a Procissão da Penitência e no dia 11 a Procissão do Regresso. Na primeira, a imagem da santa sai do Convento de Santa Clara-a-Nova para a Igreja da Graça, na Baixa. Na segunda retorna à proveniência.

Estão previstos dois espectáculos de fogo de artifício. O primeiro, a 8, para saudar a chegada da imagem da Rainha Santa à Baixa. O segundo às 24:00 do dia 11.

As festas da rainha Santa realizam-se de dois em dois anos, e evocam a beatificação de Isabel de Aragão, em 1516.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório