Negócios e Empreendorismo

CNN faz reportagem especial sobre calçado português

Os "grandes avanços" da indústria de calçado portuguesa são retratados numa reportagem da estação norte-americana CNN. Os principais produtores de sapatos do país foram elogiados pelo seu sucesso numa época de crise.
Versão para impressão
Os “grandes avanços” da indústria de calçado portuguesa são retratados numa reportagem da estação norte-americana CNN. Na peça, os principais produtores de sapatos do país são elogiados pelo seu sucesso, que supera as perspetivas de uma economia fragilizada.

A repórter Isa Soares foi conhecer a fábrica da marca portuguesa “Fly London”, em Guimarães, para compreender como este exemplo de produção nacional “está a expandir as suas pegadas a um nível global”.

“A produção de sapatos, que é uma das indústrias tradicionais mais antigas do país, está a sair de fora do mapa para encontrar uma nova saída da crise através da exportação. Alguns deles estão a descobrir novas formas de se deslocarem para países estrangeiros”, explica a peça da CNN.
 

A reportagem do canal online norte-americano mostra como a fábrica portuguesa constrói o calçado, desde o seu desenho, até à fase final. Neste local “os trabalhadores cozem, colam e atam” sapatos que vão deste o estilo “prático ao funcional, ou mesmo aos saltos altos”.

Image and video hosting by TinyPic
[Exportações têm registado crescimento anual na ordem dos 6%]

A marca Fly London, que tem como logótipo uma mosca, é complemente fabricada em Portugal mas, “distintamente, não é portuguesa”. O design deste calçado é adaptado aos mercados internacionais e compete com marcas como a Nobrand, Camport, Eject, Mack James e Softwaves.

Pensar de uma forma global

Durante a entrevista, Alfredo Moreira, diretor executivo da Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado (APICCAPS), explica que a opção por “nomes anglo-saxónicos encaixa perfeitamente com economia atual aberta e globalizada”.

O representante acredita que a melhor forma de defrontar a “forte concorrência” passa por “pensar de uma forma global”. A estratégia ajudou a empresa a registar um aumento de 97% a nível das exportações, atualmente fidelizada em 130 países em todo o mundo, como a Croácia, Dinamarca, Itália, Reino Unido, Rússia, EUA e Angola.

O diretor da Fly London, Fortunato Frederico, acredita que as empresas devem ir mais além do que o nome e apostar num investimento nas novas tecnologias que poderá permitir “fazer das encomendas um processo mais rápido e simples”.


Segundo a APPICAPS, a indústria de calçado portuguesa é a segunda mais valorizada do mundo, atrás da italiana. Para a CNN, o setor que cresce 6% em exportações ao ano, perante um cenário de crise, “é a cola que mantém segura uma economia fragmentada”.
 
Clique AQUI para aceder ao artigo da CNN (em inglês).

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub