Sociedade

Cientistas desenvolvem fórmula para dormir melhor

Um grupo de cientistas da Universidade de Manchester criou uma equação que dá a conhecer a qualidade do sono de uma pessoa e como é que o pode melhorar. Chamam-lhe a 'teoria do bem-dormir'.
Versão para impressão
Um grupo de cientistas da Universidade de Manchester criou uma equação que dá a conhecer a qualidade do sono de uma pessoa e como é que o pode melhorar. Chamam-lhe a 'teoria do bem-dormir' e classifica o sono entre os parâmetros de 'excelente' e 'noites a fio às voltas na cama'.
 
Com esta nova fórmula, os investigadores esperam que as pessoas descubram o que é precisam de fazer para adormecer mais depressa e dormir o máximo tempo possível. A mesma foi criada tendo em conta o cansaço de uma pessoa, o conforto do colchão, o número de horas acordado, o ruído, a luminosidade, o calor e a espessura do edredão.

O resultado foi a equação QS = [(C x HD) + Cf] / [HA + R + L + [Ca x E], onde QS é Qualidade do Sono, C é Cansaço, HD é Hora de Deitar, Cf é conforto, HA é número de horas acordado, R é ruído, L é luminosidade, Ca é calor e E é edredão. 
 

Se o resultado for dois, a pessoa tem uma boa noite de sono. Se for um, uma noite é razoável. O zero é para aqueles que passam o tempo todo às voltas na cama. 
 
O Cansaço é calculado com base no número de horas que passaram desde a última noite de sono, menos o número de horas a 'passar pelas brasas', mais as horas de exercício físico durante o dia. A Hora de Deitar é calculada pela hora que uma pessoa se deita numa determinada noite, dividindo-o pela hora normal a que o faz todos os dias. 
 
O Conforto é determinado com base na almofada, na roupa da cama e no colchão, menos nove. Cada um dos itens é classificado com uma pontuação de um a cinco, onde um é 'muito desconfortável' e cinco 'muito confortável'.  
 
O número de Horas Acordado é definido tendo em conta o tempo que cada um passa acordado, em média, todos os dias e que, para a maioria das pessoas, é de 16 horas. O Ruído inclui todo o tipo de sons exceto o ruído branco e os sons suaves que nos embalam no sono. Também aqui é feita uma avaliação de um (sons muito suaves) a cinco (sons irregulares e perturbadoramente altos).

A Luminosidade determina toda a luz que está presente no quarto, incluindo relógios, luz natural e LEDs (onde 0,1 significa uma luz muito suave e 2 uma luz muito brilhante). O Calor é calculado através de diferença que há para a temperatura média de 16/17ºC e dividir esse valor por dez.
 
O Edredão vai de encontro à temperatura do corpo. Um bom edredão é aquele que nos ajuda a manter uma boa temperatura do corpo enquanto dormimos, mesmo que o quarto esteja demasiado quente ou frio. A classificação vai de zero (compensa perfeitamente a temperatura do quarto) a três (não compensa e deixa a pessoa sentir frio ou calor).
 
Citado pelo Daily Mail, Penny Lewis, coordenador do Laboratório do Sono da Universidade de Manchester, conta que a equação visa “resumir todo um processo, aparentemente complicado, em algo muito simples”.

O especialista adianta que esta fórmula deve ser vista como um guia, até porque aquilo que cada pessoa leva consigo, na cabeça, quando vai dormir, varia muito. O objetivo é, simplesmente, ajudar e dar ideias de como conseguir uma melhor noite de sono e manter um horário regular.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório