Ambiente

Cientistas criam novo cimento purificador

Investigadores na Universidade de Tecnologia de Eindhoven, nos Países Baixos, desenvolveram um novo tipo de cimento que uma vez espalhado nas estradas das cidades contribui para um ar mais purificado.
Versão para impressão
Investigadores na Universidade de Tecnologia de Eindhoven, nos Países Baixos, desenvolveram um novo tipo de cimento que uma vez espalhado nas estradas das cidades contribui para um ar mais purificado.

Esta é a conclusão que pode ser retirada dos testes realizados ao material que ajuda a reduzir os níveis de concentração de óxidos de azoto (NOx) entre os 25 e os 45% em comparação com o revestimento habitualmente utilizado.

Os óxidos de azoto por sua vez quando reagem com químicos da luz solar, por exemplo, formam ácido cítrico – um dos constituintes das chuvas ácidas – que contribuem para a formação de ozono e poluição atmosférica.
 
Enquanto habitantes da cidade estamos expostos a todas estas substâncias que podem assim ser minimizadas com a introdução deste revestimento que contem dióxido de titânio, um material que remove os óxidos de azoto do ar e converte-os em nitratos inofensivos que são levados pela chuva.

A experiência já foi testada no exterior, cobrindo 1000m2 com pavimento comum e outros 1000m2 com este pavimento especial.

“As propriedades purificadoras deste novo material já haviam sido testadas em laboratório mas no campo de trabalho mostraram que também funcionam” explica o professor Brouwers que conduziu a investigação.

Os cientistas sugerem assim que se utilize este tipo de revestimento nas estradas, o que implicaria uma subida de apenas de 10% no custo de construção das infraestruturas.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório