Ciência

Ciência: Novo arquivo público com 40 mil pastas

NULL
Versão para impressão

São mais de 3,5 quilómetros de informação com 40 mil pastas que contam a história da Ciência em Portugal desde 1967. O novo arquivo da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) inaugurou sexta-feira passada e está aberto ao público na rua D. Carlos I em Lisboa.

Nos últimos três anos, o espólio do Arquivo de Ciência e Tecnologia foi alvo de um intenso trabalho efetuado por uma equipa de arquivistas, investigadores e técnicos do Instituto de História Contemporânea (IHC) da Universidade Nova de Lisboa. Este projeto foi também acompanhado desde o início pela Direção-Geral de Arquivos (Torre do Tombo).

Segundo o comunicado da FCT, o arquivo é constituído por mais de 40 mil pastas com informação sobre a ciência em Portugal desde 1967, ano da criação da Junta Nacional de Investigação Cientifica e Tecnológica (JNICT), entidade que precedeu a FCT.

A maior parte do património reunido, quantificado em cerca de 3,5 km, passa a estar disponível para consulta da comunidade científica e do público em geral na cave da sede da FCT (Av. D. Carlos I, 126, Lisboa).

Durante a inauguração do Arquivo de Ciência e Tecnologia, foi também assinado um protocolo com Mariano Gago, que ofereceu parte do seu espólio documental, iniciando-se desde já a transferência da documentação relativa às I Jornadas de Ciência e Tecnologia, realizadas em 1987.

Bolsas José Mattoso e acordo com Fundação Mário Soares

Na mesma cerimónia celebrou-se também a ampliação do acordo existente com a Fundação Mário Soares para o tratamento e digitalização de materiais incorporados no Arquivo da FCT.

Por fim foi anunciada a criação de uma Bolsa de Doutoramento e outra de Mestrado em áreas de investigação histórica relativas ao desenvolvimento da Ciência em Portugal. Estas Bolsas de Investigação denominar-se-ão José Mattoso, em homenagem ao prestigiado historiador.

A cerimónia de inauguração foi presidida pelo ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, e contou com a presença de diversas personalidades como o antigo ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, José Mariano Gago, o historiador José Mattoso e o antigo presidente da República Mário Soares. O discurso de abertura coube ao presidente da FCT, João Sentieiro.

[Notícia sugerida por Ana Guerreiro Pereira]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub