Sociedade

Ciclistas pedalam nus pelo ambiente

Organizada desde 2004 em vários países do mundo, a World Naked Bike Ride (WNBR) chega pela primeira vez a Lisboa, no dia 26 de junho, convidando todos os ciclistas da cidade a pedalarem despidos pela defesa do ambiente e pela redução do tráfego
Versão para impressão
[Fotografia: © Alexis Maryon]

Organizada desde 2004 em vários países do mundo, a World Naked Bike Ride (WNBR) chega pela primeira vez a Lisboa, no dia 26 de junho, convidando todos os ciclistas da cidade a pedalarem despidos pela defesa do ambiente e pela redução do tráfego automóvel. “Vem pedalar o mais nú que conseguires”, é o slogan da iniciativa.

Em declarações à agência Lusa, Pedro dos Santos, promotor da iniciativa, explica que o nudismo é uma “metáfora” para mostrar como os ciclistas são frágeis no trânsito e ressalva que não é obrigatório tirar a roupa para participar no passeio que se vai estender do Parque Eduardo VII até Belém.

A organização pede, no entanto, que as pessoas pintem nos seus corpos mensagens como “menos um carro” e “menos CO2”, promovendo uma maior qualidade de vida nos centros urbanos e a proteção do meio ambiente.

O Governo Civil ainda não emitiu qualquer aprovação para o evento, mas a Federação Portuguesa de Naturismo está otimista, até porque já ocorreram outros eventos com nudistas em Portugal, incluindo a sessão fotográfica de Spencer Tunick.

Sobre a possibilidade de queixas por atentado ao pudor, o organizador referiu à Lusa que esta é uma “manifestação que não quer ofender ninguém” e acredita que não haverá “comportamentos impróprios”.

No Facebook, onde foi criada uma página de apoio à organização da WNBR em Lisboa (aceda aqui), há já mais de 300 apoiantes. “Já era bom se fossem 100 pessoas”, disse Pedro dos Santos.

O evento surgiu em Espanha, por iniciativa do grupo Manifestación Ciclonudista, e no Canadá, com os Artists for Peace. Argentina, Austrália, Brasil, Colômbia, Canadá, Dinamarca, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Japão, Estados Unidos e Tailândia são apenas alguns dos países que já aderiram à WNBR.

[Notícia sugerida pela utilizadora Elsa Martins]

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub