Sociedade

Chocolate: Imperial aumenta produção em 10%

A empresa Imperial, do grupo RAR, um dos maiores fabricantes nacionais de chocolates e detentor das principais marcas portuguesas do sector como Jubileu, Regina, Pintarolas, Pantagruel, Fantasias e Allegro, anunciou que aumentou em 10% a produção est
Versão para impressão
A empresa Imperial, do grupo RAR, um dos maiores fabricantes nacionais de chocolates e detentor das principais marcas portuguesas do sector como Jubileu, Regina, Pintarolas, Pantagruel, Fantasias e Allegro, anunciou que aumentou em 10% a produção este ano, face ao ano anterior.

O objetivo agora é continuar a subir a produção até 2012 e aumentar o volume de negócios em 20%, conforme anunciou à Lusa, Manuela Tavares, administradora da empresa, que adiantou ainda que o volume de negócios este ano ultrapassou os 18 milhões de euros.

A Imperial está presente em 25 países e este ano produziu “6.300 toneladas de chocolate”, quando no início de 2009 estava a produzir 2.800 toneladas, explicou a mesma responsável.

Um dos principais trunfos da empresa é a Regina, uma marca que havia entrado em processo de falência de 1996 e que acabou por ser relançada pela Imperial em 2002.

O sucesso da Imperial deve-se, sobretudo, ao grande investimento que tem sido feito. Só nos últimos cinco anos, foram investidos mais de 10 milhões de euros na fábrica de Vila do Conde.

“Este plano de modernização tecnológica visou a construção de uma nova unidade de modelação e embalagem de tabletes e bombons e, recentemente, a Imperial concluiu um investimento ao nível do fabrico de massas”, especificou.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub