Literatura

China: Obra de Saramago integra coleção de clássicos

O romance 'Ensaio Sobre a Cegueira', do nobel da literatura José Saramago, traduzido para mandarim, vai integrar uma coleção dedicada aos 'Novos Clássicos', na China. A mesma inclui obras de Gabriel Garcia Marquez, Haruki Murakami, entre outros, e o
Versão para impressão
O romance 'Ensaio Sobre a Cegueira', do nobel da literatura José Saramago,  traduzido para mandarim, vai integrar uma coleção dedicada aos 'Novos Clássicos', na China. A mesma inclui obras de Gabriel Garcia Marquez, Haruki Murakami, entre outros, e o lançamento vai acontecer na próxima terça-feira, em Pequim.

Na mesma altura será também apresentada uma nova versão chinesa do romance 'Ensaio Sobre a Cegueira', traduzido para mandarim por Fan Weixin, responsável pela tradução de mais de uma dezena de outras obras de autores portugueses e brasileiros, como, por exemplo, Jorge Amado, Erico Veríssimo, Eça de Queiroz e Miguel Torga.
 
O evento será ainda marcado por um debate sobre o autor português. O mesmo irá decorrer nas instalações do Instituto Cervantes de Pequim, com moderação de dois escritores daquele país: Yan Lianke e Ren Xiaowen.
 
As obras 'Ensaio Sobre a Cegueira' e 'Ensaio Sobre a Lucidez' fazem já parte do catálogo da Thinkingdom Media Group, considerada uma das maiores editoras privadas chinesas, e que pretende ainda publicar o romance 'Memorial do Convento', a primeira obra de Saramago a chegar àquele país, em 1997.
 

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub