Mundo

Chile: 33 mineiros de volta à superfície

Ao fim de 69 dias, a mais de 600 metros de profundidade, todos os 33 mineiros da minha San José, no Chile, foram salvos. A operação de salvamento durou 24 horas. Luis Alberto Urzua Irribarren foi o último mineiro a fazer a viagem de 20 minutos a
Versão para impressão
[Foto © AFP]

Ao fim de 69 dias, a mais de 600 metros de profundidade, todos os 33 mineiros da minha San José, no Chile, foram salvos. A operação de salvamento durou 24 horas. Luis Alberto Urzua Irribarren foi o último mineiro a fazer a viagem de 20 minutos até à superfície.

O resgate dos 33 mineiros presos na mina San José, no norte do Chile, foi concluído com sucesso na noite desta quarta-feira, com a saída de Luis Urzúa [na foto, abraçando familiares], 54 anos, topógrafo, chefe de turno e líder do grupo que ficou 69 dias sob a terra.

Urzúa, que foi recebido pelo presidente chileno, Sebastián Piñera, emergiu do túnel às 21H55, coroando um resgate sem precedentes na história, que atraiu a atenção de todo o planeta.

Após abraçar seu filho com grande emoção, Urzúa conversou durante um bom tempo com Piñera, antes cantar o hino nacional e abraçar diversos funcionários do governo e socorristas.

“Passo meu turno, como tinhamos acertado no dia em que tivemos a primeira conversa. Espero que isto jamais volte a ocorrer. Obrigado a todos”, disse Urzúa.

O resgate tinha começado quase 22 horas antes, com a saída de Florencio Ávalos. Um dos mais emocionados era o chefe das operações de resgate, o engenheiro André Sougarret, que chorou durante a saída de vários mineiros, chamados de seus “33 filhos”.

Após 69 dias sob a terra, Urzúa tornou-se o mineiro que passou mais tempo dentro de uma mina em todo o mundo.

A saída de Urzúa provocou uma explosão de alegria na mina San José, onde as sirenes soaram e as buzinas dos caminhões foram acionadas, e no Acampamento Esperança, montado por familiares de mineiros ao lado da mina.

Em todo o Chile, a população saiu para comemorar nas ruas, em meio ao som dos sinos das igrejas. No discurso pronunciado após a conclusão do resgate, o presidente Piñera destacou que “há celebrações em todas as cidades”, onde “os sinos das igrejas tocaram após o resgate do primeiro mineiro e voltaram a tocar esta noite, com a saída de Urzúa”.

Presidente chileno agradece solidariedade

Piñera agradeceu a solidariedade do presidente Lula e de outros líderes mundiais que lhe telefonaram nas últimas horas, e destacou que o Chile mostrou “seu melhor” ao mundo com o comportamento de seus mineiros.

Os mineiros resgatados apresentam bom estado de saúde, exceto por um, que apresenta “pneumonia aguda”, e outros dois, que serão “submetidos a cirurgias dentárias muito invasivas”, segundo o ministro da Saúde, Jaime Mañalich.

Todos os mineiros passarão por uma bateria de exames no hospital de Copiapó, a cidade mais próxima da mina, mas apenas os três casos mais graves devem permanecer internados.

Os mineiros, que ficaram presos a mais de 600 metros de profundidade, serão submetidos a exames oftalmológicos, dentários, raios-x e laboratoriais.Image and video hosting by TinyPic

[Foto: Alfonso Avalos, familiar de um dos mineiros, emocionado]

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório