Saúde

Cheques-dentista alargados a jovens de 15 anos

O programa de cheques-dentista vai passar a abranger jovens com 15 anos, estando previsto um alargamento do número de beneficiários para cerca de 50 mil pessoas.
Versão para impressão
O programa de apoio à saúde oral da população portuguesa vai passar a abranger jovens com 15 anos, estando previsto um alargamento do número de beneficiários para cerca de 50 mil pessoas. O cheque-dentista é atribuído ao longo do ano a crianças, grávidas e idosos portugueses.
 
Com esta decisão, a Ordem dos Médicos Dentistas prevê que sejam assistidos jovens que não tenham um acompanhamento regular em clínicas dentárias e que tenham necessidades de tratamento. 

Orlando Monteiro da Silva, bastonário da Ordem dos Dentistas, salienta que existem grandes diferenças entre “apanhar uma criança aos 15 anos que nunca foi vista” por um médico dentista “ou ter uma criança ou jovem que já foi seguido” ao longo da sua infância.

O representante explicou à agência Lusa que é possível “melhorar os índices de saúde oral” e, em consequência, “diminuir o risco que está implícito a um alargamento do programa”.


300 mil cheques distribuídos em 2012
 
Durante o ano de 2012 foram entregues 300 mil cheques-dentista a crianças em idade escolar até aos 13 anos e 100 mil distribuídos entre mulheres grávidas, idosos com complemento solidário e doentes com VIH/Sida.
 
Segundo a Ordem dos Médicos Dentistas, este alargamento não vai ter encargos adicionais para o Serviço Nacional de Saúde. O orçamento do programa em 2013 está calculado entre os 16 milhões de euros, o mesmo do que no ano anterior.

Após ter estado dois meses suspensa, a distribuição de cheques-dentista voltou à sua atividade regular durante o mês de Janeiro deste ano, com uma verba de 16 milhões de euros atribuída ao programa.

Notícia sugerida por Elsa Martins

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub