Inovação e Tecnologia

Chegaram os carregadores solares portáteis

A ideia é da WAACS, um estúdio de design, que se inspirou no formato compacto dos rolos de papiro para criar um carregador ultra-fino, compatível com telemóveis e tablets.
Versão para impressão
Há cada vez mais empresas a desenhar soluções para podermos carregar os nossos 'gadjets' com energia solar. O carregador HeLi-on, que recorre a painéis solares flexíveis e ultrafinos, já está à venda por 92 euros. Mas há outros produtos a caminho.

*Conteúdo publicado por Telemoveis.com

Pode ser o fim da dependência das tomadas elétricas. Já estão a ser comercializadas soluções que permitem carregar os nossos equipamentos eletrónicos em qualquer lugar e a qualquer hora, desde que haja luz solar.
 
O HeLi-on foi desenvolvido por uma empresa dinamarquesa e consiste num extenso painel solar, em rolo, que está ligado a uma bateria de armazenamento da energia, permitindo que o telemóvel – ou outro equipamento com ligação USB – fique recarregado em apenas 2 ou 3 horas.
 

 
O carregador tem a forma de um cilindro (com apenas 11 centímetros de comprimento) dentro do qual se enrola um fino painel solar feito de polímeros. O projeto foi financiado através de uma campanha de 'cowdfunding' e as primeiras encomendas já chegaram aos consumidores, por um preço de 92 euros.

Painéis solares em rolo são a solução
 

Um outro modelo de carregador solar ultra-fino, também inspirado no formato compacto dos rolos de papiro, foi anunciado recentemente pelo estúdio holandês WAACS, e recorre ao mesmo tipo de células solares finas e flexíveis. 

Tal como o HeLi-on, para carregar os aparelhos basta ligar o telemóvel, tablet ou outro 'gadjet' ao carregador solar através de um cabo USB. Contudo, a empresa ainda não anunciou a data de comercialização nem o preço deste carregador. Saiba mais aqui.

A utilização de painéis solares impressos em rolo (em vez de painéis rígidos de silicone) tem vindo a ser cada vez mais aplicada a várias soluções mas ainda enfrenta alguns desafios quando aplicada em grande escala.

Contudo, recentemente, uma equipa de investigadores da Universidade de Linköping, na Suécia, e da Academia Chinesa de Ciências desenvolveu painéis solares em rolo, mais baratos e fiáveis que os painéis convencionais, que ultrapassam alguns desses desafios, nomeadamente o facto de se deteriorarem com o calor extremo.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório