Ciência

CERN: Acelerador de partículas bate novo recorde

O maior acelerador de partículas, o Large Hadron Collider (LHC), bateu um novo recorde ao aumentar a quantidade de colisões que produz por segundo e alcançando as 10.000 colisões de partículas nesse mesmo período de tempo, cerca do dobro da marca ant
Versão para impressão
O maior acelerador de partículas, o Large Hadron Collider (LHC), bateu um novo recorde ao aumentar a quantidade de colisões que produz por segundo e alcançando as 10.000 colisões de partículas nesse mesmo período de tempo, cerca do dobro da marca anterior.

De acordo com os cientistas do Centro Europeu de Pesquisas Nucleares – CERN que trabalham no túnel de 27 km na fronteira franco-suíça, este é mais um passo para alcançar o objetivo de revelar “os mistérios do Universo”.

O cientista Mike Lamont mostrou-se confiante com esta evolução que deixará o Tevatron, o acelerador de partículas nos EUA e principal “rival” do LHC, “fora de acção” comparado com o LHC.

Ate agora o acelerador de partículas funciona com metade da energia para o qual foi concebido. Atingirá a capacidade máxima antes do ano 2013. O objetivo dos investigadores é encontrar “a partícula de Deus”, que explicaria a origem do universo e porque é que a matéria tem massa.
 
Por isso “quantas mais colisões se produzam, mais possibilidades temos de dar com ela”, afirmou à BBC o mesmo cientista.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório