Ambiente

Central solar portuguesa entre melhores do mundo

A central solar de Ferreira do Alentejo está entre as melhores do mundo depois de ter obtido, por parte da alemã TÜV Rheinland, uma certificação que assegura a qualidade da obra, dos equipamentos e da operação.
Versão para impressão
A central solar de Ferreira do Alentejo está entre as melhores do mundo depois de ter obtido, por parte da alemã TÜV Rheinland, uma certificação que assegura a qualidade da obra, dos equipamentos e da operação.
 
O parque solar fotovoltaico, uma obra da Generg que custou 50 milhões de euros e entrou em pleno funcionamento no final de 2009, tornou-se assim o primeiro no país e o quarto em todo o globo a conseguir a certificação, criada em 2011 com elevados critérios de exigência.
 
Em entrevista ao Dinheiro Vivo, o administrador Hélder Serranho, salientou que este reconhecimento traz “uma mais-valia muito significativa junto da banca internacional e de outros mercados”, em especial num momento em que a empresa se prepara para anunciar a entrada noutros países.
 
A TÜV Rheinland analisou questões como a disposição dos painéis e o seu funcionamento, a forma como é tratada a vegetação e como são eliminadas as sombras ou ainda como são limpos os pós dos painéis solares, equipamentos muito sensíveis e de preço elevado.
 
O processo de certificação demorou seis meses e teve um “custo significativo” mas, para Hélder Serranho, valeu a pena, uma vez que, por este meio, se está “a efetivar que o projeto está bem feito”. 
 
Com uma capacidade instalada de 12 MW e constituído por 64 mil painéis solares, a central de Ferreira do Alentejo produz 21 GWh, o suficiente para abastecer nove mil habitantes – de acordo com Serranho, “mais do que o conselho precisa” – embora não produza durante a noite.

[Notícia sugerida por Vítor Fernandes e Sofia Baptista]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório