Ambiente

Castro Verde já pratica compostagem comunitária

Os habitantes de Castro Verde já podem transformar lixo orgânico em adubo através dos cinco compostores comunitários que foram instalados no concelho - quatro na vila de Castro Verde e um na vila de Entradas. A iniciativa integra o projeto "Orgânica
Versão para impressão
Os habitantes de Castro Verde já podem transformar lixo orgânico em adubo através dos cinco compostores comunitários que foram instalados no concelho – quatro na vila de Castro Verde e um na vila de Entradas. A iniciativa integra o projeto “Orgânica Verde”, lançado pela Câmara e Liga para a Protecção da Natureza (LPN).

Segundo o município, um dos primeiros do país a aderir à compostagem comunitária, o adubo produzido em cada compostor será para usufruto dos habitantes que colocarem resíduos e colaborarem na manutenção do produto e do equipamento.

“A ideia é que os moradores de cada bairro se organizem entre si para realizarem a manutenção do compostor, revolvendo e humedecendo o futuro composto, sempre que necessário”, explica o município na sua página da Internet.

Pretende-se também que os próprios moradores sensibilizem os seus vizinhos para não colocarem materiais que não sejam adequados ao compostor, como sacos plástico, comida cozinhada e lixo com destino a ecopontos.

Os munícipes que desejem participar podem solicitar à LPN ou à Câmara um manual de compostagem e um mini-balde do projeto, que poderão colocar na sua bancada de cozinha para depois despejarem os resíduos diretamente no compostor.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório