Espetáculos e Exposições

Castelo Branco vai ter um museu da seda

Ainda este ano, Castelo Branco vai abrir as portas de um projeto único em Portugal. A conclusão do Museu da Seda, um projeto financiado em 800 mil euros pela autarquia, está prevista para o final do Verão.
Versão para impressão
Ainda este ano, Castelo Branco vai abrir as portas de um projeto único em Portugal. A conclusão do Museu da Seda, um projeto financiado em 800 mil euros pela autarquia, está prevista para o final do Verão.
 
O Museu da Seda surge na sequência do centro sericícola [criação do bicho da seda] da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM), a funcionar há vários anos na Quinta da Carapalha, onde atualmente são produzidos cerca de 30 quilos de seda por ano.
 
A seda produzida, cuja marca de origem está registada com a denominação de “ecoseda”, é comercializada pela APPACDM e utilizada no bordado de Castelo Branco.

“O museu não é para a APPACDM – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental, mas sim para a região e para o país”, disse a presidente da direção da instituição albicastrense à agência Lusa.

 
Segundo Maria de Lurdes Pombo, a construção do museu está a ser feita pela Câmara de Castelo Branco, esperando-se que no final do próximo Verão a obra esteja concluída.
 
“As terraplanagens já estão feitas. A APPACDM está muito reconhecida a Joaquim Morão [ex-presidente da Câmara de Castelo Branco], que desde a primeira hora acreditou e abraçou o projeto”, disse Maria de Lurdes Pombo.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub