Inovação e Tecnologia

Carros movidos a ar comprimido testados com sucesso

Em breve, é possível que os carros deixem de funcionar a gasolina, a gás, ou a energia elétrica passando a utilizar simples ar comprimido. A indiana Tata Motors já concluiu, com sucesso, os testes desta nova tecnologia em dois modelos diferentes de v
Versão para impressão

Em breve, é possível que os carros deixem de funcionar a gasolina, a gás, ou a energia elétrica passando a utilizar simples ar comprimido. A indiana Tata Motors já concluiu, com sucesso, os testes desta nova tecnologia em dois modelos diferentes de veículos e está já na fase final do projeto para produzir em massa os novos motores.

Produzir carros movidos a ar comprimido é a grande aposta da Tata Motors, o fabricante indiano de veículos automóveis que assinou uma parceria com a empresa que detém a patente desta tecnologia de motores batizada de Motor Development International's (MDI). A empresa indiana anunciou recentemente que já concluiu os testes finais do produto e que, em breve, poderá lançar os primeiros motores de ar comprimido do mercado.

Estes motores ecológicos utilizam ar comprimido para empurrar os pistões do motor e fazer com que os automóveis avancem. O abastecimento destes veículos é feito com recurso a um compressor de ar e demora apenas alguns minutos. A energia para abrir os vidros do veículo, mudar as mudanças e outras ações também recorre a ar comprimido.

Criada pelo engenheiro mecânico Guy Negre em 1991, no Luxemburgo, a tecnologia MDI tem sido experimentada em diversos produtos – carros, tratores, geradores – com o objetivo de desenvolver motores com emissões zero de poluição.

No entanto, a aplicação concreta da tecnologia tem sido embargada por diversos motivos, incluindo processos litigiosos em torno das novas invenções. Aliás, no próprio site da MDI podemos acompanhar alguns dos litígios que têm prejudicado a evolução da empresa.

Ainda de acordo com o site oficial da MDI, um dos seus veículos movidos a ar comprimido – o AirPod – já está produzido e pronto para aceitar encomendas, embora ainda aguarde as licenças de venda da União Europeia.Também a venda de um outro veículo com esta tecnologia – o CarCAT – foi suspensa nos EUA depois de ter sido anunciada em 2008.

No entanto, desde que a gigantesca Tata Motors assinou um contrato de exclusividade com a MDI, em 2007, para produção de automóveis movidos a ar comprimido, as coisas parecem ter começado a avançar na direção certa.

A empresa indiana emitiu, em Maio, um comunicado afirmando que o projeto está a decorrer como esperado e que os testes efetuados em dois veículos da Tata foram bem sucedidos. A empresa adiantou ainda que a fase final do projeto – a comercialização em massa desta tecnologia – está agora a ser desenvolvida pelo que talvez num futuro próximo esta tecnologia esteja disponível para todos.

Clique AQUI para aceder ao comunicado da Tata Motors sobre os últimos testes com tecnologia MDI e AQUI para aceder aos comunicados da empresa de Guy Negre e ver imagens de alguns dos veículos.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório