Inovação e Tecnologia

Carro de Lego de tamanho real atinge 30km hora

O australiano Steve Sammartino juntou-se ao jovem romeno Raul Oaida, autodidata da engenharia, para criar um carro de lego em tamanho real que atinge os 30km/h.
Versão para impressão
O australiano Steve Sammartino juntou-se ao jovem romeno Raul Oaida, autodidata da engenharia, para criar um carro de Lego em tamanho real que atinge os 30km/h. O veículo construído com milhares de peças de Lego é movido a ar comprimido e o vídeo da original criação está a tornar-se viral no Youtube registando já mais de 3 milhões de visualizações.

Em entrevista ao canal australiano ABC News 24, o empreendedor Sammartino explicou que a parte técnica do automóvel de Lego ficou a cargo ao autodidata Oaida, que tem apenas 20 anos de idade e que o australiano considera um “génio”. “Ele fez o design, construiu o motor e também a parte exterior do carro… ele é capaz de qualquer coisa”, disse Sammartino.

O empreendedor conseguiu financiar o projeto através da sua página do Twitter onde pediu 14.000 euros para concretizar a ideia. Em pouco tempo, Sammartino conseguiu o apoio de 40 pessoas que contribuíram para o projeto.

Ao ABC News, Sammartino diz que este tipo de financiamento coletivo é cada vez mais importante e deve ser um recurso a ter em conta para quem procura investimento.

No total, foram usadas na construção do veículo cerca de meio milhão de peças de Lego pretas e amarelas. A única parte do automóvel que não é feita em Lego são as quatro rodas e os respetivos eixos. De resto, até os assentos e o volante são do mesmo material utilizado por milhares de crianças em todo o mundo.

O site oficial do projeto, batizado Super Awesome Micro Project, explica que o carro se movimenta graças a um motor pneumático de 256 pistons, que funciona a ar comprimido, o que significa que é 100% ecológico.

Durante os testes de rodagem, realizados em Melbourn (Austrália) o veículo atingiu uma velocidade máxima de 30km/h. Os criadores explicam que não quiseram andar mais rápido, com medo que as peças se separassem.

Sugerida por Maria da Luz e Raquel Baêta

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub