Negócios e Empreendorismo

Carne portuguesa à conquista do leste da Europa

A carne portuguesa vai chegar, em breve, à Rússia, a Bielorússia e o Cazaquistão, o que dará às exportadoras nacionais acesso a um mercado potencial de 170 milhões de consumidores.
Versão para impressão
A carne portuguesa vai chegar, em breve, à Rússia, a Bielorússia e ao Cazaquistão, o que dará às exportadoras nacionais de carne acesso a um mercado potencial de 170 milhões de consumidores.
 
O anúncio foi feito em comunicado pelo Ministério dos Negócios estrangeiros após uma visita de Paulo Portas a Astana, capital do Cazaquistão, com o propósito de “desbloquear” as exportações de carne portuguesa para a Rússia.
 
Segundo a tutela, as exportações estavam dependentes de uma tripla autorização, que tinha de ser obtida junto das autoridades de Moscovo, Minsk e Astana e que agora está assegurada. 
 
O Governo explica que a Rússia, a Bioelorússia e o Cazaquistão têm uma união aduaneira, o que significa que o acesso a um destes mercados implica o acesso a todos e, em caso de objeções por parte de um deles, as exportações são bloqueadas na totalidade.
 
Depois da visita do ministro dos Negócios Estrangeiros, o Cazaquistão acabou por credenciar 44 empresas portuguesas para poderem exportar não apenas para aquele país, como para todo o mercado regional. 
 
O desfecho é particularmente importante se for tido em consideração que as tentativas de Portugal para pôr fim aos obstáculos colocados por aqueles países duravam já há vários anos.
 
No âmbito da passagem de Paulo Portas pelo Cazaquistão foi ainda assinado um Memorando de Entendimento entre a Agência para o Investimento e Comércio Externo (AICEP) e a sua congénere com o objetivo de alcançar uma maior cooperação para facilitar as relações económicas e comerciais entre os dois países.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub