Mundo

Cão suporta 50ºC negativos para vigiar companheira

NULL
Versão para impressão
Na Rússia, um cão de rua, arraçado de husky, esteve duas semanas ao lado de uma cadela morta, sob um inverno rigoroso e temperaturas a rondar os 50ºC negativos. Suspeita-se que a sua companheira tenha sido envenenada.

Na região russa de Yakutsk, o cão tentava aquecer a cadela com o seu próprio corpo mas acabou por ser resgatado por defensores dos direitos dos animais, informa o canal de notícias russo RIA.

Pela sua lealdade e bravura, o cão já recebeu o nome de Yakutian Hachiko, em honra do cão japonês que esperou durante dez anos pelo regresso do dono, numa estação de comboios, e cuja história foi imortalizada num filme protagonizado por Richard Gere.

Assim que a história deste novo herói canino foi publicada na Internet, foram-lhe enviadas doações de alimentos. Mais tarde, o animal foi enviado para um abrigo onde estaria protegido do frio e das condições climatéricas exteriores adversas.

Contudo, apenas algumas horas depois, Hachiko        voltou a fugir exatamente para o mesmo sítio, a cerca de sete quilómetros, onde ainda permanecia a sua companheira morta e congelada.

Os residentes da região, comovidos pela extraordinária devoção de Hachiko, juntaram-se e construíram-lhe uma nova casota. A cadela, até então deixada para trás, foi finalmente recolhida e enterrada.

Em pouco tempo, Hachiko começou a recuperar as forças. Hoje já come normalmente e brinca energicamente com os outros cães da zona. Entretanto, deverá seguir em breve para um novo lar, na Alemanha, onde uma senhora se ofereceu para o adoptar assim que teve conhecimento da sua história.

Clique AQUI para aceder à reportagem da RIA.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório