Ciência

Cantar ou tocar um instrumento beneficia as crianças

Fazer música, quer seja cantando ou, por exemplo, tocando um instrumento, contribui para melhorar o comportamento pró-social e as capacidades de resolução de problemas das crianças. A conclusão é de um novo estudo britânico.
Versão para impressão
Fazer música, quer seja cantando ou, por exemplo, tocando um instrumento, contribui para melhorar o comportamento pró-social e as capacidades de resolução de problemas das crianças. A conclusão é de um novo estudo britânico, que vem reforçar os benefícios das atividades musicais para os mais novos.
 
O estudo, desenvolvido por Rie Davies, estudante de pós-graduação da Universidade de West London, em Inglaterra, e pelas orientadoras Maddie Ohl e Anne Manyande, especialistas na área da Psicologia, foi apresentado na passada sexta-feira durante a British Psycological Society Developmental and Cognitive Section's Joint Conference, uma conferência na Universidade de Reading.
 
Baseando-se em investigações anteriores dadas a conhecer em 2010, que descobriram que a música melhorava o comportamento pró-social (ou seja, o comportamento voluntário destinado a beneficiar o próximo) nas crianças, Davies e as colegas decidiram estudar, com recurso a uma pequena amostra, o potencial da música não apenas na pro-sociabilidade mas também na resolução de problemas e perceber se havia diferenças entre os efeitos em rapazes e raparigas.
 
De acordo com um comunicado divulgado pela Universidade de West London, a análise, que se debruçou sobre 24 meninas e 24 meninos de quatro anos veio reforçar os resultados das investigações anteriores, adiantando ainda que as raparigas mostram maior eficiência ao nível dos comportamentos pró-sociais quando cantam ou tocam um instrumento do que os rapazes.
 
Por outro lado, indicou a investigação, as crianças do sexo masculino mostram-se mais preparadas para cooperar com outras e têm uma probabilidade quatro vezes maior de resolver problemas de forma mais eficaz se participarem em atividades que envolvam fazer música.
 
“Este estudo realça a necessidade de as escolas e os pais compreenderem o papel importante que a música têm na vida das crianças no que respeita à construção de relações sociais e ao comportamento”, afirma Rie Davies.
 
“Fazer música nas aulas, em particular cantar, pode inclusive ajudar os alunos com dificuldades de aprendizagem ou dificuldades a nível emocional a sentirem-se menos isolados no ambiente escolar”, conclui a investigadora.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub