Mundo

Canadá quer mobilidade jovem bilateral com Portugal

O deputado federal canadiano Andrew Cash apresentou, esta segunda-feira, uma moção para que o Governo do Canadá estabeleça com Portugal um acordo bilateral de mobilidade jovem.
Versão para impressão
O deputado federal canadiano Andrew Cash apresentou, esta segunda-feira, uma moção para que o Governo do Canadá estabeleça com Portugal um acordo bilateral de mobilidade jovem, que já existe com 32 países e que “permitiria aos jovens canadianos experimentar a vida vibrante e a cultura portuguesas e daria a mesmo hipótese aos jovens lusos”. 
 
Cash, eleito por Davenport (Toronto) e que também lidera o grupo parlamentar de Amizade Canadá – Portugal, explicou que o acordo de intercâmbio daria aos jovens com idades compreendidas entre os 18 e os 35 anos o direito a uma vaga de emigrante durante um ano.
 
“Este acordo [que este ano foi alargado a Grécia e França] permitiria aos jovens canadianos viajarem e trabalharem em Portugal, dando-lhes a experiência de uma vida vibrante e da cultura de um dos países mais bonitos, permitindo o mesmo aos portugueses”, esclareceu Cash, citado pela agência Lusa. 
 
Por ocasião do Dia de Portugal, assinalado esta segunda-feira, e por se celebrar, em 2013, o 60.º aniversário da emigração oficial para o Canadá, Andrew Cash aproveitou para “refletir” na Câmara dos Comuns “alguns dos feitos conseguidos pela comunidade [portuguesa no Canadá]”.
 
“Muitos vieram nos primeiros anos, mas com um enorme desejo de serem bem-sucedidos”, recordou, sublinhando que, atualmente, os luso-canadianos “têm negócios bem-sucedidos, criados de forma pacífica, bairros agradáveis, e construíram muito do horizonte de Toronto”.
 
“As suas crianças são agora professores e académicos, profissionais de todos os setores, pessoas qualificadas, atletas e, de uma forma geral, líderes da sociedade civil”, acrescentou, destacando que a comunidade portuguesa no Canadá é um dos “exemplos de boas histórias de sucesso como nação”.

Portugueses “tornaram a vida melhor” aos canadianos
 

Andrew Cash alertou, porém, que ainda existe um grande trabalho a ser feito no fortalecimento dos laços entre dois países, o que justifica a apresentação da moção. “Os emigrantes portugueses vieram para o Canadá, muitos deles por opressão política e pobreza. Vieram em busca de uma vida melhor e, no processo, tornaram a vida melhor a todos os canadianos”, finalizou.  
 
A proposta de acordo bilateral vai ser votada futuramente pelo parlamento. Fonte do NDP – New Democratic Party do Canadá em Otava disse à agência Lusa que o deputado está “esperançado que o Governo canadiano veja a importância desta proposta antes que a moção seja votada”. 

Embora a emigração portuguesa oficial para o Canadá celebre, em 2013, 60 anos, a presença dos portugueses naquele território tem já vários séculos. Atualmente, as estimativas apontam para a existência de 450 mil portugueses ou luso-canadianos naquele país, concentrando-se a grande maioria na província de Ontário. 

Notícia sugerida por Maria Manuela Mendes

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub