Ciência

Cafeína pode tratar depressões

Um grupo de investigadores do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) de Coimbra poderá ter aberto uma nova linha de investigação centrada nas doenças do humor, na sequência dos seus estudos com café para tratamento de doenças do cérebro.
Versão para impressão
Um grupo de investigadores do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) de Coimbra poderá ter aberto uma nova linha de investigação centrada nas doenças do humor, na sequência dos seus estudos com café para tratamento de doenças do cérebro.

A cafeína poderá desta forma vir a tratar doenças do humor, entre as quais as depressões, consideradas um dos mais graves problemas de saúde das sociedades modernas.

O campo da memória foi aquele no qual a equipa afirma ter surgido resultados mais consistentes, mais precisamente na doença de Alzheimer.

Rodrigo Cunha, coordenador da equipa da Faculdade de Medicina de Coimbra, revela terem efetuado “estudos em animais para estabelecer um modelo de depressão por imposição de situações de stress crónico e repetido em modelos animais e foi com surpresa que observámos que os animais que consomem cafeína parecem tolerar de modo muito mais eficaz estas modificações de humor, que são difíceis de medir em animais”, declarou à Lusa.

Segundo Rodrigo Cunha, além dos testes psicológicos, é possível verificar estes resultados em “testes biológicos com os níveis de cortisol, que confirmam esta impressão, de que há um benefício em termos de controlo de humor associado à toma regular de doses moderadas de cafeína”.

A investigação focada nas doenças do humor começou há um ano e meio e neste momento a equipa tem concluído um estudo do primeiro modelo animal que submeteu para publicação, para ser dado a conhecer à comunidade científica.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório