Negócios e Empreendorismo

Cadeiras fabricadas em Portugal vão ajudar África

Um conjunto de 11 cadeiras produzidas em Portugal, mais especificamente em Paredes, para várias personalidades vai ser objeto de um leilão internacional para ajudar os refugiados de África, promovendo-se ao mesmo tempo o mobiliário português.
Versão para impressão
Um conjunto de 11 cadeiras produzidas em Portugal, mais especificamente em Paredes, para personalidades como Cavaco Silva, Cristiano Ronaldo, José Mourinho, Mariza, Maria Bethânia, Manoel de Oliveira, Souto Moura ou Mia Couto vai ser objeto de um leilão internacional para ajudar os refugiados de África.
 
A série de cadeiras insere-se no projeto “Duets”, promovido no âmbito da exposição “Art on Chairs” pelo Polo de Design e Mobiliário de Paredes, cidade que concentra, atualmente, a maior produção de cadeiras da Europa.
 
Em declarações à Lusa, Celso Ferreira, presidente da autarquia, que decidiu levar a cabo a iniciativa, afirma que esta tem um caráter de “responsabilidade social” e é, no fundo, “uma ideia para o mundo numa cadeira”. O propósito final é dar apoio aos refugiados do Corno de África através do Alto Comissariado para os Refugiados (ACNUR), que se associou ao projeto.
 
Cada um dos modelos de cadeira foi concebido por criativos prestigiados portugueses e italianos para cada uma das personalidades convidadas pela organização, tendo em consideração a sua identidade. A execução das cadeiras, por seu lado, cabe a várias empresas de mobiliário de Paredes.
 
De cada cadeira vai ser realizada uma minissérie de cinco exemplares únicos, numerados e assinados. Um dos exemplares será leiloado, revertendo as verbas para o ACNUR, o segundo ficará para o criativo que a concebeu, o terceiro para a personalidade que o inspirou e o quarto para a empresa que o construiu, ficando o último para a autarquia. 
 
Depois da exposição “Art on Chairs”, que decorrerá entre 14 de Setembro e 18 de Novembro, as cadeiras produzidas vão passar, no próximo ano,  por museus e centros culturais de referência a nível internacional. Além de ajudar quem mais precisa, a autarquia pretende mostrar a qualidade do que é nacional.
 
“Queremos com este projeto demonstrar à opinião pública mundial a excelência do mobiliário português e da indústria de Paredes. É uma mega-ação de promoção associada a uma causa humanitária de inegável valor”, declarou o edil. 
 
A exposição “Art on Chairs”, da qual faz parte o projeto “Duets”, integra-se no projeto genérico “Paredes: Polo do Design de Mobiliário” promovido pelo município em colaboração com a Escola Superior de Artes e Design, o Instituto de Investigação em Design Media e Cultura e as universidades do Porto e Aveiro.
 
Este projeto assenta em três iniciativas estruturais (“Art on Chairs”, Cidade Criativa e Fábrica do Design), que procuram “revitalizar e modernizar a indústria tradicional do mobiliário presente no concelho de Paredes, incorporando design e criatividade”.

Clique AQUI para visitar o site oficial do Polo de Design de Mobiliário e AQUI para conhecer a sua página no Facebook.

[Notícia sugerida por Patrícia Guedes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório