Sociedade

Cacilhas quer recuperar casas degradadas

A freguesia de Cacilhas, em Almada, vai apresentar um programa de "rejuvenescimento" para os edifícios degradados. O objetivo é recuperar os edifícios degradados com mais de seis décadas para que possam ser arrendados a pessoas até aos 30 anos, confo
Versão para impressão
A freguesia de Cacilhas, em Almada, vai apresentar um programa de “rejuvenescimento” para os edifícios degradados. O objetivo é recuperar os edifícios degradados com mais de seis décadas para que possam ser arrendados a pessoas até aos 30 anos, conforme avança a edição de hoje do Diário de Notícias.

A proposta do projeto, já foi remetida para o Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana. Contemplando apoios de 20% sobre o orçamento total da obra, num valor máximo de 2500 euros.

Vai entrar este mês no período de discussão pública e após eventual aprovação pela Assembleia Municipal de Almada será então aberta à apresentação das candidaturas, financiadas em sede do Quadro de Referência Estratégico Nacional.

A própria câmara vai disponibilizar verbas para custear uma percentagem das obras. Os proprietários que vejam os seus projetos contemplados, além da comparticipação financeira, vão ainda usufruir de benefícios fiscais.

Segundo um levantamento da autarquia, haverá mais de 20 edifícios degradados – dez dos quais devolutos – com necessidade de ser intervencionados na zona antiga de Cacilhas, nas imediações do Cais do Ginjal.

A vereadora Amélia Pardal acredita que a recuperação das casas vai transformar esta franja ribeirinha da freguesia “numa zona muito atrativa para gente jovem”, com a vantagem de os casais até aos 30 anos serem os privilegiados na candidatura ao programa de apoio do Governo ao arrendamento designado por Porta65.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub