Negócios e Empreendorismo

Bruxelas suaviza empréstimos a Portugal e Irlanda

NULL
Versão para impressão
Reduzir as taxas de juro e estender os prazos de reembolso são as duas propostas apresentadas esta quarta-feira pela Comissão Europeia para melhorar as condições dos empréstimos concedidos pela União Europeia a Portugal e à Irlanda.

O objetivo é reduzir as taxas de juro cobradas aos países “resgatados”, eliminando as margens superiores a 200 pontos base que estavam a ser adicionadas às taxas de juro de mercado. Por outro lado, a maturidade média dos empréstimos, ou seja, o prazo para os países pagarem, passará dos atuais 7 anos e meio para 12 anos.

Em comunicado, a comissão afirma esperar que as novas medidas melhorem a liquidez dos dois países e contribuam para a sustentabilidade da sua “forte” economia e programas de reforma.

As propostas surgem na linha das decisões tomadas pelos líderes europeus a 21 de julho passado, e Bruxelas diz esperar que sejam aprovadas pelos Estados-membros “nas próximas semanas”, aplicando-se aos empréstimos concedidos no quadro do mecanismo europeu de estabilização financeira (EFSM) mas também do fundo europeu de estabilidade financeira (EFSF).

Nova tranche de 11,5 mil milhões para Portugal

A notícia da aprovação destas propostas coincidiu com o anúncio do desbloqueamento formal de mais uma tranche de 11,5 mil milhões de euros do programa de resgate financeiro desenhado para Portugal.

A decisão foi confirmada pelo próprio presidente da Comissão Europeia à margem de um debate sobre a crise das dívidas soberanas em sessão plenária do Parlamento Europeu.

Segundo Durão Barroso, a parcela é libertada “na sequência da avaliação positiva que a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu e o FMI fizeram da aplicação das medidas” negociadas com a troika.

Clique AQUI para aceder ao comunicado da Comissão Europeia.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório