Sociedade

Bruxelas aprova Carta da Mulher


O documento aprovado hoje, 5 de março, destaca cinco domínios essenciais de ação a implementar num prazo de cinco anos. Uma das prioridades, segundo garantiu o presidente da Comissão Europeia Durão Barroso, é reduzir as disparidades a nível salar
Versão para impressão
O documento aprovado hoje, 5 de março, destaca cinco domínios essenciais de ação a implementar num prazo de cinco anos. Uma das prioridades, segundo garantiu o presidente da Comissão Europeia Durão Barroso, é reduzir as disparidades a nível salarial na União Europeia entre homens e mulheres. 

«As mulheres e os homens ainda enfrentam muitas situações de desigualdade, com importantes repercussões sobre a coesão económica e social, o crescimento sustentável e a competitividade bem como em relação ao envelhecimento da população europeia», salientou Durão Barroso citado pelo site IOL online.

A Carta propõe-se ainda a combater a violência de género e a independência económica até 2015. O plano será promovido junto dos Estados-membros e está inserida no programa estratégico Europa 2020.

A celebração da Carta da Mulher encontra-se inserida nas comemorações do dia Internacional da Mulher, dia 8 de março e pode ser consultada aqui.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório