Saúde

Brócolos têm efeito protetor contra o cancro da pele

Um composto presente nos brócolos poderá ser o ingrediente-chave dos protetores solares do futuro e ajudar a reduzir o risco de cancro da pele, deixando-a protegida durante a exposição ao sol.
Versão para impressão
Um composto presente nos brócolos poderá ser o ingrediente-chave dos protetores solares do futuro. A conclusão é de um novo estudo norte-americano, que revela que o sulfurano, um nutriente que pode ser encontrado neste vegetal, tem um efeito quimiopreventivo, reduzindo o risco de cancro da pele e deixando-a protegida durante a exposição ao sol.
 
Seguir uma dieta rica em vegetais crucíferos como os brócolos já se mostrou eficiente na redução da probabilidade de sofrer de cancros como, por exemplo, o da próstata, e, agora, a investigação desenvolvida por Sally Dickinson, da Universidade do Arizona, nos EUA, vem provar mais um benefício da inclusão destes vegetais no regime alimentar.
 
No entanto, em vez de aconselhar o consumo dos brócolos, este estudo recente sugere a aplicação de pequenas doses de sulfurano diretamente na pele, como se tratasse de uma espécie de “aditivo” do protetor solar de base vegetal.
 
“Embora haja cada vez mais consciência acerca da necessidade de uma exposição limitada ao sol e do uso de protetor solar, continuam a registar-se demasiados casos de cancro da pele todos os anos”, sublinha Dickinson, em comunicado.
 
“Estamos à procura de novos métodos que permitam a prevenção do cancro da pele de uma forma que seja acessível ao público em geral. O sulfurano pode ser um excelente candidato a ser utilizado no âmbito da prevenção desta doença nos casos em que a mesma se desenvolve devido à exposição aos raios ultravioleta”, acrescenta a investigadora. 
 
De acordo com Sally Dickinson, este nutriente é altamente adaptável e é um agente muito eficaz na inibição de elementos como a proteína AP-1, que estimula o surgimento de cancros, e, ao mesmo tempo, na ativação de genes quimioprotetores (como o gene Nrf2).

Equipa vai testar solução tópica criada a partir dos brócolos
 

No âmbito de um projeto-piloto realizado em parceria com a Universidade Johns Hopkins, também nos EUA, a especialista e os colegas vão testar uma solução tópica criada a partir dos brócolos na pele de um grupo de pacientes para apurar se o composto é eficiente num contexto de luz solar simulada. 
 
Segundo Dickinson, o extrato de sulfurano já mostrou ser seguro quer para administração tópica, quer oral. Caso a investigação obtenha resultados positivos, a cientista acredita que a mesma poderá conduzir ao aumento da quantidade de possíveis aplicações deste nutriente. 
 
“Este é o tipo de composto que tem muitas aplicações teóricas incríveis se a dosagem for bem medida”, realça. “Já sabemos que é muito eficaz a proteger contra os escaldões e já observámos casos em que induziu enzimas protetoras da pele”, adianta ainda a coordenadora do estudo.
 
A equipa responsável por esta descoberta acredita que, futuramente, pacientes com sistemas imunitários frágeis poderão beneficiar desta qualidade dos brócolos e aplicar sulfurano diretamente na pele para reduzir o risco de cancro cutâneo.

Notícia sugerida por David Ferreira e Maria da Luz

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub