Mundo

Brasil: Escolas testam refeição vegetariana semanal

A rede municipal de escolas de São Paulo, no Brasil, prepara-se para adotar um "dia sem carne" nos seus refeitórios, oferecendo uma opção vegetariana semanal.
Versão para impressão
A rede municipal de escolas de São Paulo, no Brasil, prepara-se para adotar um dia sem carne nos seus refeitórios. Com esta medida, o objetivo é dar às crianças a possibilidade de provarem uma opção alimentar vegetariana uma vez por semana, descobrindo formas saborosas e saudáveis de substituir a proteína animal.
 
Para o desenvolvimento deste projeto, que estava em análise desde 2009, a secretaria municipal de educação de São Paulo está a realizar estudos para a elaboração de pratos que agradem ao paladar dos alunos. Posteriormente, as refeições deverão ser testadas em escolas com jovens de todas as idades e perfis socioeconómicos naquela cidade.
 
A ideia surgiu na sequência de uma proposta de Roberto Tripoli, um vereador do Partido Verde brasileiro. Desde a realização do pedido, a Comissão de Estudos sobre Animais procedeu a várias investigações sobre o impacto ambiental provocado pela indústria frigorífica e os benefícios de uma alimentação saudável e tiveram lugar diversas reuniões envolvendo nutricionistas do departamento responsável pelas refeições das cantinas escolares.
 
“Gostaria que as crianças pudessem ter, na rede municipal, uma opção de prato vegetariano se assim preferirem. É um direito delas”, considerou Tripoli, citado pelo jornal Estadão. O vereador adiantou ainda que já recebeu a garantia, por parte do secretário da Educação, de que o projeto será implantado e que na próxima semana os últimos detalhes serão acertados em mais um encontro. 
 
A oferta de uma alternativa vegetariana às crianças agrada, naturalmente, à Sociedade Vegetariana Brasileira, que tem acompanhado o projeto. “É uma medida espetacular, mesmo que seja um único dia, porque fará com que a sociedade possa refletir sobre os benefícios que a dieta sem carne traz para a saúde”, defendeu Marly Winckerler, presidente daquela entidade.
 
Os alunos, por seu lado, não parecem preocupados com esta diversificação da ementa. “Acho muito bom haver um dia sem carne, porque protege os animais da morte e cuida da Natureza. Mesmo em casa eu não gosto de comer muita carne, acho enjoativo”, confessou também ao Estadão um aluno do 6º ano de uma das escolas paulistas que acolherá os testes.

[Notícia sugerida por Alessandra Dorante]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório