Mundo

Boras, a cidade sueca onde a energia vem do lixo

NULL
Versão para impressão
Na cidade de Boras, no sul da Suécia, a maior parte da energia consumida pelos seus 65 mil habitantes e que faz andar a frota de autocarros municipais é produzida a partir do lixo, que é tratado biologicamente e transformado em biogás.

Esta cidade sueca chega inclusivamente a importar lixo, uma vez que a sua produção própria não é suficiente para abastecer os geradores de biogás, um dos mais avançados da Europa.

Segundo o professor de biotecnologia da Universidade de Boras, Mohamamd Taherzadeh, a cidade produz três milhões de metros cúbicos de biogás a partir de resíduos sólidos: “Para atender à  procura de energia, analisamos resíduos que possam ser incinerados e importamos lixo de outros países para alimentar o gaseificador”.

Este modelo de gestão de resí­duos sólidos começou a ser aplicado em meados de 1995, tendo ganho um grande impulso em 2002, com o estabelecimento de uma legislação que baniu a existência de aterros sanitários nos países membros da União Europeia.

Nessa altura, a cidade introduziu um sistema de recolha seletiva de lixo em que os moradores separam os resí­duos em diferentes categorias, despejando-os em contentores espalhados pela cidade.

A novidade reside no facto de o lixo seguir para uma central elétrica onde é separado e encaminhado para reciclagem, compostagem ou incineração.

“Comecámos o projeto em escala pequena, que pode ser replicado em qualquer região metropolitana do mundo”, conclui Taherzadeh.

[Esta notícia foi sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório