Mundo

Birmânia anuncia libertação de 6.300 prisioneiros

NULL
Versão para impressão
A Birmânia anunciou esta terça-feira a libertação de mais de 6.300 prisioneiros. O anunciou foi feito na televisão estatal mas não esclarecia se a libertação incluía presos políticos, avança a AFP.

A comissão nacional para os direitos do Homem, criada no mês passado pelo governo birmanês, tinha anunciado, algumas horas antes, num jornal oficial, a libertação de “prisioneiros de consciência”. Uma decisão que seria a resposta aos apelos da comunidade internacional.

Na segunda-feira passada, responsáveis governamentais já tinham indicado à AFP que esta amnistia incluiria presos políticos.

Tanto os Estados Unidos como a União Europeia (UE) e a oposição democrática da Birmânia – um país controlado por forças militares  – pedem ao atual governo a libertação de mais de 2.000 presos políticos para demostrar a sinceridade das atuais reformas politicas.

Em junho deste ano, o país decidiu libertar a dissidente e Nobel da Paz Aung San Suu Kyi, que passou os últimos 22 anos detida ou em prisão domiciliária.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório