Ciência

Bioinformática: UCoimbra recebe prémio internacional

Um texto científico sobre um novo equipamento, desenvolvido pela Universidade de Coimbra, que auxília o diagnóstico de determinadas doenças - como a Diabetes - , acaba de vencer o prémio "Best Student Paper" na Conferência Internacional Bioinformatic
Versão para impressão
Um texto científico sobre um novo equipamento, desenvolvido pela Universidade de Coimbra, que auxília o diagnóstico de determinadas doenças – como a Diabetes – , acaba de vencer o prémio “Best Student Paper Award” na prestigiada Conferência Internacional Bioinformatics 2012, que este ano decorreu em Vilamoura no Algarve.
 
O prémio de melhor artigo científico foi atribuído a Edite Figueiras, aluna de doutoramento em Engenharia Biomédica, no âmbito de uma investigação iniciada há quatro anos no Centro de Instrumentação da Universidade de Coimbra (UC), com a colaboração de investigadores internacionais, e financiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).
 
Da investigação da aluna, resultou já um protótipo de produto (um fluxómetro a laser) que mede, com rigor, o fluxo sanguíneo nos vasos mais pequenos da pele (microcirculação), os mais difíceis de medir.

O dispositivo, não invasivo, envia um feixe de luz (laser) através de fibra ótica e recebe a informação resultante da sua interação com os glóbulos vermelhos, medindo a velocidade de circulação do sangue. De seguida os investigadores processam uma enorme quantidade de dados, conseguindo medir o fluxo de sangue presente até às camadas mais profundas da pele.

 
O fluxómetro desenvolvido na UC permite “correlacionar os fenómenos que se passam na pele, em conformidade com a velocidade da circulação capilar sanguínea, medida em determinada camada profunda da pele”, explica em comunicado um dos investigadores, Requicha Ferreira.
 
Até aqui, prossegue o investigador da UC, “só se fazia este tipo de medição nas camadas superficiais da pele. Considerando que diferentes doenças afetam, de modo diferente, as várias camadas microcirculatórias, ao medirmos o fluxo sanguíneo presente em cada uma delas, estamos a dar um contributo muito importante para o auxílio dos médicos no diagnóstico e na terapêutica de várias doenças, especialmente na Diabetes”.
 
Provado o conceito, os investigadores do projeto intitulado “Desenvolvimento de um fluxómetro laser Doppler para análise de fluxo microcirculatório em humanos: discriminação entre fluxo capilar e fluxo profundo” vão agora focar-se na otimização do dispositivo com o objetivo de o colocar, futuramente, no mercado.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório