Ciência

Bichos-da-seda produzem seda colorida

NULL
Versão para impressão
Em Singapura, um grupo de investigadores conseguiu produzir seda colorida ao colocar corantes na alimentação das larvas. Desta forma, o processo de coloração torna-se menos dispendioso e mais “amigo do ambiente”. Para além disso, pode ter aplicações na medicina, graças à luminescência do material.

Um artigo publicado na revista “Advanced Materials” explica que a equipa de investigadores, liderada por Ming- Yong Han (da Agência para a Ciência, Tecnologia e Investigação de Singapura), alimentou bichos-da-seda com folhas de amoreira que tinham corantes fluorescentes de rodamina.

Um vez que o método tradicional de tingir a seda exige elevados gastos de água, alem de implicar a utilização de químicos altamente tóxicos que acabam por ser libertados no ambiente, este novo método poderá evitar a poluição e o desperdício de agua e também tornar o processo muito mais económico.

Os corantes incluídos na dieta dos bichos-da-seda não afectaram a sua saúde nem a qualidade dos fios. Além disso, o material torna-se hipoalergenico, já que a tinta não é aplicada artificialmente sobre o tecido, mas sim de forma orgânica, pelos próprios bichos-da-seda.
 
Alem destas vantagens, os cientistas têm esperança que – devido à sua alta resistência e compatibilidade – esta fibra possa ser usada como suporte para criar e testar materiais biocompatíveis. As diferentes cores dos tecidos serão úteis para indicar se os materiais se estão a desenvolver bem.

[Notícia sugerida por Vítor Caixeiro]

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório