Sociedade

Beja: empreendimentos podem inverter despovoamento

A construção de um novo aeroporto e o empreendimento turístico do Alqueva podem vir a trazer mais 22 mil habitantes para a cidade de Beja. Os dados são adiantados num estudo elaborado pela autarquia alentejana e oferecem uma perspetiva mais risonha p
Versão para impressão
A construção de um novo aeroporto e o empreendimento turístico do Alqueva podem vir a trazer mais 22 mil habitantes para a cidade de Beja. Os dados são adiantados num estudo elaborado pela autarquia alentejana e oferecem uma perspetiva mais risonha para a localidade que sofre com o envelhecimento da população e o despovoamento.

“Ao contrário do que seria a tendência normal de estagnação em termos demográficos, poderá haver um acréscimo muito significativo de população [em Beja], também derivado do aumento da oferta de postos de trabalho”, diz o presidente da Câmara de Beja, Jorge Pulido Valente, em declarações à Antena 1.

Contudo, o autarca sublinha ainda que “este crescimento não é automático e tem que haver da parte de todas as entidades – Governo, administração municipal, das entidades regionais – um esforço no sentido de se conseguir fazer um aproveitamento integral destas oportunidades de negócio que estão a ser criadas para estes investimentos”.

O estudo efetuado este ano pela autarquia da capital do Baixo Alentejo aponta para a criação de 15 mil novos postos de trabalho até 2021.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório