Inovação e Tecnologia

BBC destaca drone português controlado pelo cérebro

A Tekever, empresa portuguesa especializada no fabrico de drones, desenvolveu um aparelho controlado pelo cérebro. A inovação esteve em destaque, durante a última semana, na cadeia televisiva BBC.
Versão para impressão
A Tekever, empresa portuguesa especializada no fabrico de drones (pequenas avionetas sem piloto), desenvolveu um aparelho controlado pelo cérebro. A inovação esteve em destaque, durante a última semana, na cadeia televisiva BBC.

O drone, que é comandado por ondas cerebrais, foi exibido durante uma demonstração que teve lugar no passado dia 24 em Vila Franca de Xira. A Tekever explicou à televisão britânica que esta inovação, que recorre a uma espécie de touca com sensores, pode ser manuseada por pessoas com movimentos limitados.

Esta touca é fabricada com diversos sensores que captam as ondas cerebrais que depois são convertidas em comandos para o drone através de algoritmos presentes num computador, num funcionamento semelhante aos eletroencefalogramas (EEG).

Durante o teste, um técnico da Tekever sentou-se à frente de um computador, de forma a controlar os movimentos do drone, através das ordens que a touca detetava.


O jornalista da BBC foi convidado a experimentar esta touca, que capta ondas cerebrais para pilotar o drone

Este sistema foi testado durante vários meses, período durante o qual os pilotos 'ensinaram' ao cérebro como é que ele se deveria comportar para fazer o pequeno círculo subir ou descer no ecrã do computador, de forma a conseguir controlar a direção do drone.

“Acreditamos que as pessoas vão ficar aptas a pilotar aeronaves da mesma forma que fazem atividades diárias, como por exemplo andar ou correr”, disse Ricardo Mendes, responsável da empresa, à BBC.

A Tekever, que trabalha também para diversas empresas de segurança, forças políciais e o exército, espera no futuro alargar esta tecnologia ao controlo da maioria das aeronaves.

Para Ricardo Mendes, esta tecnologia poderá trazer diversas medidas de segurança, evitando possíveis incidentes, como o caso de o piloto sofrer convulsões durante a pilotagem.

“Os algoritmos que aparecem no ecrã podem prevenir em caso de acidentes”, acrescentou o responsável à estação britânica.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório