Ambiente

Barreiro acolhe central de aproveitamento de lamas

A ministra do Ambiente revelou, na passada sexta feira, que o Barreiro irá acolher uma central de aproveitamento das lamas que resultam da atividade das Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da região de Lisboa. Os detritos serão utilizado
Versão para impressão
A ministra do Ambiente revelou, na passada sexta feira, que o Barreiro irá acolher uma central de aproveitamento das lamas que resultam da atividade das Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da região de Lisboa. Os detritos serão utilizados para a produção de energia.

À margem do 1º Fórum Boas Práticas, promovido pelo Ministério do Ambiente e Ordenamento do Território, Dulce Pássaro adiantou que a central do Barreiro vai custar 100 milhões de euros.

Segundo a ministra, “vai ser lançado o procedimento de seleção de um parceiro privado” para a sua concretização, que deverá avançar “a curto prazo”, cita a agência Lusa.

O projeto, apresentado pela empresa Águas de Portugal, prevê “a aplicação de tecnologias tendentes à redução do volume [das lamas]” e à “valorização conjunta com outro tipo de resíduos”, com prioridade para as soluções de valorização energética.

Neste momento, as lamas resultantes do tratamento de águas residuais não têm um destino específico e são usadas na produção de fertilizantes, “uma solução que tem limites”, disse Dulce Pássaro. Quando as novas centrais entrarem em funcionamento, as lamas serão queimadas para produzir energia.

A ministra sublinhou que, na região de Lisboa, houve uma grande aposta na construção de redes e sistemas de tratamento de águas residuais, como as de Alcântara, Seixal e Barreiro. As estruturas representam um investimento de mais de 600 milhões de euros e visam contribuir para a preservação do estuário do Tejo.

[Notícia sugerida pela utilizadora Patrícia Guedes]

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub