Desporto

Bailarinos portugueses somam conquistas nos EUA

A participação portuguesa na edição deste ano do Youth America Grand Prix (YAGP 2015), uma das mais importantes competições de dança do mundo que decorreu, recentemente, em Nova Iorque, nos EUA, saldou-se num enorme sucesso.
Versão para impressão
A participação portuguesa na edição deste ano do Youth America Grand Prix (YAGP 2015), uma das mais importantes competições de dança do mundo que decorreu, recentemente, em Nova Iorque, nos EUA, saldou-se num enorme sucesso, com três jovens bailarinos nacionais a assegurarem bolsas de estudo em instituições prestigiadas.
 
Diogo Oliveira, de 16 anos, aluno da Escola Domus Dança (EDD), no Porto, foi o português mais premiado nas finais do YAGP 2015, que reuniram em território norte-americano os melhores dançarinos a nível internacional selecionados entre os cerca de 7.000 que tinham participado nas semifinais, revela, na sua página oficial no Facebook, o estabelecimento de ensino de dança portuense.
 
O estudante da EDD conseguiu um feito inédito para Portugal: classificou-se nos seis melhores solistas séniores, “a categoria mais competitiva do concurso e que, este ano, contou com 68 finalistas, boa parte dos quais provenientes de escolas estatais ou profissionais de diversos países”.
 
De acordo com a escola, “a excelência do seu trabalho” valeu a Diogo de Oliveira uma série de ofertas de bolsas de estudo de instituições como a Ópera de Paris, a Dutch National Ballet, de Amesterdão, a English National Ballet, em Londres e a escola alemã Bayerische Staatsballett, além de um convite para participar num novo concurso norte-americano.
 
Também Frederico Loureiro, de 14 anos, aluno da mesma escola, conseguiu um desempenho de destaque na competição, terminando entre os seis melhores solistas e conquistando o título de Melhor Júnior Europeu “depois de três rondas brilhantes no palco (duas variações clássicas e um solo contemporâneo) e diversas aulas assistidas”.
 
Segundo a EDD, o jovem foi premiado com uma nova bolsa para um programa da prestigiada Academia Bolshoi, na Rússia, uma bolsa para Dresden e um convite para novo concurso internacional. 
 
“Os alunos da EDD receberam, desde as primeiras aulas, os mais elogiosos comentários à qualidade do seu trabalho, assim como à sua conduta, por parte de inúmeros diretores. Para Portugal trazem experiências enriquecedoras e classificações históricas”, considera a equipa docente da escola, que considera o desempenho dos bailarinos motivo de “grande orgulho”.

Alunos de Leiria também brilharam
 

António Casalinho, bailarino de oito anos de idade e aluno da Academia de Ballet e Dança Annarella, em Leiria, foi outro dos portugueses em destaque na competição, tendo conquistado um “Hope Award” e terminado a participação na prova no 'top 12' do escalão masculino pré-competitivo.
 
O jovem integrou, ainda, um grupo que contou com dois outros dançarinos nacionais, Francisco Gomes e Laura Viola, estudantes da mesma escola, que entraram para o 'top 12' da categoria de Pas de Trois com a coreografia “Fairy Doll”, que valeu a cada um deles uma bolsa de estudo para ingressar na “Académie Princess Grace de Monte Carlo”, no Mónaco.

De realçar que o trio de bailarinos de Leiria foi, igualmente, escolhido para dançar na inauguração da cerimónia do YAGP 2015, onde apresentou a referida coreografia.

“Nunca na história deste concurso, o maior e mais importante do mundo para jovens bailarinos, um português de uma escola privada tinha ficado em primeiro lugar e muito menos sido escolhido para dançar na gala”, congratulam-se os responsáveis da Academia Anarella na sua página oficial no Facebook.
 

Notícia sugerida por António Resende e Ana Ferreira

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório