Cultura

Bailarina portuguesa vence prémio na Áustria

A bailarina e coreógrafa portuguesa Mariana Tengner Barros acaba de conquistar o Prémio do Público no ImpulsTanz - Festival Internacional de Dança de Viena, na Áustria, com o seu solo "The Trap".
Versão para impressão
A bailarina e coreógrafa portuguesa Mariana Tengner Barros acaba de conquistar o Prémio do Público no ImpulsTanz – Festival Internacional de Dança de Viena, na Áustria, com o seu  solo “The Trap”, estreado em 2011 no Festival Circular, em Vila do Conde. 
 
O anúncio foi feito pela Eira, produtora artística à qual a portuguesa se encontra associada, que revelou que “The Trap” foi um dos 11 nomeados para o prémio “Jardin d'Europe” e acabou por ser distinguido pelo público através de votação online, partilhando o galardão ex-aequo com o espetáculo “The Victory Day”, de Willi Prager, da Bulgária.
 
Mariana Tengner Barros apresentou “The Trap” nos dias 11 e 14 de Julho na Schauspielhaus, em Viena, apresentações que lhe valeram este prémio. Segundo uma nota da Eira citada pela agência Lusa, o solo “pretende retratar as divas do cinema e estrelas burlescas do nosso passado, numa peça onde as coisas nunca são realmente o que parecem ser”.
 
Na sua página oficial na rede social Tumblr, a bailarina e coreógrafa explica que este trabalho surge da vontade de dar continuidade a temas explorados por si em coreografias anteriores, nomeadamente “a identidade do corpo e o poder da sua representação na arte e nos media”, bem como a sua relevância “nos fenómenos sociais da fama, aparência e falsa pretensão”.
 
“No meu trabalho em geral, preocupa-me o vazio que se vai instalando quando se pensa na passagem do corpo privado para o corpo público, um certo niilismo sintomático de tudo aquilo que se perde [nessa passagem] em nome dos cânones nos quais estamos todos mergulhados, propagando-os numa espécie de contaminação permanente, assente no desejo de ' vir a ser'…”, esclarece Mariana Tengner Barros.
 
De salientar que, além do prémio do público, o ImpulsTanz atribuiu ainda um prémio à coreografia selecionada pelo júri: “Beauty and The Beast”, um espetáculo da dupla sueco-irlandesa formada por Amanda Apetrea e Halla Ólafsdóttir, que conquistou, assim, duas semanas de residêcia artística para uma nova criação e um cheque de 10.000 euros.
 

Mariana Tengner Barros é licenciada em dança pela britânica Northern School of Contemporary Dance, tendo sido distinguida com o prémio University of Leeds Arms pela peça “Outstanding Achievement”.
 
A bailarina e coreógrafa estagiou no Ballet de Munique, sob a direção artística de Philip Taylor, em 2004, e completou o Programa de Estudo e Criação Coreográfica-PEPCC (Portugal 2009), do Fórum Dança.
 
Além de colaborar com vários artistas na Polónia, na Áustria, na Finlândia e no Reino Unido, entre outros países, Mariana Tengner Barros recebeu formação com diversos nomes da área, entre os quais Francisco Camacho, Vera Mantero, Miguel Pereira, João Fiadeiro, Deborah Hay, Lisa Nelson, Mark Tompkins e Meg Stuart.
 
Como criadora, Mariana Tengner de Barros apresentou os solos “And So?…” e “The End”, em 2010, e “Après Le Bain” e “The Trap”, em 2011, trabalhos levados à cena em Portugal, Reino Unido, França, Espanha e Bélgica.

Clique AQUI para aceder à página de Mariana Tengner Barros no Tumblr e AQUI para visitar a página da bailarina e coreógrafa no Facebook, onde agradeceu o prémio e deu os parabéns aos outros vencedores. 

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub