Ambiente

Avião voou sobre o Pacífico movido a óleo de cozinha

O primeiro avião alimentado a biocombustível feito maioritariamente a partir de óleo de cozinha usado voou, esta terça-feira, entre Washington e Tóquio.
Versão para impressão
O primeiro avião alimentado a biocombustível feito maioritariamente a partir de óleo de cozinha usado voou, esta terça-feira, entre Washington e Tóquio. Graças a uma parceria entre a Boeing e All Nippon Airways, um Boeing 787 Dreamliner uniu as duas cidades dos EUA e do Japão com emissões de carbono 30% inferiores ao normal e escreveu uma nova página na história da aviação.
 
“Este é o avião ambientalmente mais avançado hoje em dia, combinando a eficiência de combustível e o conforto dos passageiros com emissões de carbono reduzidas”, afirmou Billy Glover, vice-presidente da área das políticas ambientais e meio ambiente da Boeing, citado pelos meios de comunicação internacionais.
 
A aeronave é constituída, principalmente, por materiais compósitos e é o primeiro avião de médio porte com capacidade para operar viagens de longo curso, permitindo que as companhias aéreas abram novas rotas sem escalas. 
 
O Boeing 787 voou com biocombustível feito à base de óleo de cozinha usado e emitiu cerca de 30% menos CO2 que outros aviões atuais de tamanho similar movidos a combustíveis fósseis. Segundo os responsáveis, 10% desta poupança está relacionada com a utilização de biocombustível, ao passo que os restantes 20% se devem à avançada eficiência e tecnologia do Dreamliner. 
 
“O nosso voo histórico com recurso a biocombustíveis sustentáveis pelo Oceano Pacífico mostra como a tecnologia inovadora pode ser usada para apoiar a nossa meta de crescimento da neutralização do carbono até 2020”, salientou Osamu Shinobe, vice-presidente executivo sénior da All Nippon Airways. 
 

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub