Sociedade

Avenida Duque d´Ávila será ocupada por esplanadas

O vereador de Ambiente Urbano e Espaço Público da Câmara de Lisboa, José Sá Fernandes, pretende tornar a Avenida Duque D´Ávila numa grande zona de lazer, com esplanadas e quiosques, dando aos comerciantes a isenção das taxas de ocupação da via durant
Versão para impressão
O vereador de Ambiente Urbano e Espaço Público da Câmara de Lisboa, José Sá Fernandes, pretende tornar a Avenida Duque D´Ávila numa grande zona de lazer, com esplanadas e quiosques, dando aos comerciantes a isenção das taxas de ocupação da via durante um ano.

Prevendo que as obras em torno da nova estação do Metro – cujo arranque ocorreu em 2004 para prolongar o percurso da linha vermelha – fiquem concluídas em abril, o autarca acredita que a zona vai ter “um verão diferente” já este ano.

“Vai ser uma grande rua de esplanadas. Desde a Gulbenkian até ao Arco do Cego, todos os quarteirões vão ter [esplanadas]. Em dois quarteirões onde não há prédios que o permitam, vamos instalar quiosques”, explicou o vereador à agência Lusa.

José Sá Fernandes afirmou ainda que irá levar a proposta de isenção para comerciantes à votação do executivo nas próximas semanas, por considerar que aqueles trabalhadores “já sofreram muito” devido ao impacto das obras à superfície.

Em causa estão o cruzamento da Duque D´Ávila com a Rua Dona Filipa de Vilhena e a interseção com a avenida Marquês de Tomar. Os prazos para entrega de propostas para instalação de quiosques com esplanadas nestes pontos terminam a 04 e 05 de abril, respetivamente. Em ambos os casos, a concessão custa 500 euros mensais sem IVA por um período de 10 anos, prorrogável até 16.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub