Cultura

Ateliêrs portugueses nos Óscares da arquitetura

Os gabinetes portugueses 'Manuel Ventura & Associados', 'Promontório Arquitectos' e 'Lema Barros + Castelo Branco Arquitectos' estão entre a lista dos nomeados para o World Arquitecture Festival, considerado o maior concurso de arquitectura do mu
Versão para impressão
Os gabinetes portugueses ‘Manuel Ventura & Associados’, ‘Promontório Arquitectos’ e ‘Lema Barros + Castelo Branco Arquitectos’ estão entre a lista dos nomeados para o World Arquitecture Festival, considerado o maior concurso de arquitectura do mundo, que se realiza em Novembro, em Barcelona, Espanha, avança a Lusa.

A competição inclui participantes de mais de 80 países e o painel do júri internacional, com 65 elementos, é composto por arquitetos e críticos de arquitetura, reconhecidos internacionalmente.

O concurso está organizado em 27 categorias, num modelo semelhante aos ‘Óscares’ do cinema, sendo numa primeira fase selecionados, de entre os milhares de concorrentes, os melhores projetos e edifícios por cada categoria. Os nomeados serão depois sujeitos a uma eleição para escolher o vencedor da respetiva categoria e, posteriormente, eleger o melhor edifício e o melhor projecto do ano.

Manuel Ventura & Associados contou com duas nomeações. Uma na categoria ‘Edifícios de Saúde’ com o já construído Hospital CufPorto, ao lado de alguns dos maiores e mais prestigiados gabinetes mundiais, nomeadamente a Foster and Partners, com um hospital no Reino Unido, BVN-Architecture, com uma unidade semelhante na Austrália, Hughes Condon Marler Architects, do Canadá, dhbArchitects, da Irlanda e Kourosh Rafiey, do Irão.

O outro projeto nomeado por ‘Manuel Ventura & Associados’ é um edifício na categoria ‘Comércio e serviços’, o Edifício Dynamic, em Braga, onde se localizará uma grande superfície comercial. Nesta categoria, o número de nomeados são 12.

Na categoria de ‘Shopping’ o gabinete ‘Promontório’ conseguiu a nomeação do Shopping Vivaci, na Guarda, entre projetos de Espanha, Singapura, China, Bélgica, França, Japão Turquia e Áustria.

O gabinete ‘Lema Barros + Castelo Branco Arquitectos’ está nomeado com o protejo ‘Monumento Centro Museológico Linhas de Torres’, na categoria ‘Projetos Futuros/Cultura’, sem construção prevista.

Entre os vencedores das anteriores edições da WAF encontram-se o gabinete inglês ‘Foster and Partners’, vencedor, em 2008, na categoria  ‘Novo/Antigo’, a arquiteta iraniana Zaha Hadid, também em 2008, na categoria ‘Transportes’, com a estação de comboios Nord Park, na Áustria, os espanhóis Miralles Tagliabue, com o Pavilhão de Espanha para a Expo de Shangai, e o sul africano Peter Rich, vencedor absoluto da edição de 2009, entre outros.

“Portfolio” dos concorrentes


Manuel Ventura é o autor do projecto da ponte metálica das Andresas, no Porto, bem como do plano de urbanização que reestruturou toda a zona do Bessa, na capital nortenha, no âmbito do Euro 2004, sendo também mentor da Avenida Cassiano Barbosa, entre muitos projetos para programas muito diversificados. Tem gabinete sediado na cidade do Porto.

O gabinete ‘Promontório’, em Lisboa, foi criado em 1988 pelos arquitectos João Perloiro, João Luis Ferreira, Paulo Perloiro e Paulo Martins Barata, ao qual se associou posteriormente Pedro Appleton. É responsável por diversos projetos de centros comerciais, residenciais e hotelaria, entre outros.

O gabinete ‘Lema Barros + Castelo Branco’ é liderado pelos arquitectos Manuel Lema Barros e Cristina Castelo Branco. Tem no seu currículo alguns prémios e distinções em concursos de arquitetura sendo a sua obra sobretudo construída no município de Torres Vedras onde o gabinete está sediado.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório