Cultura

Astérix comemora 50 anos em Portugal

NULL
Versão para impressão

Portugal foi o primeiro país não francófono a publicar as aventuras do pequeno guerreiro gaulês Astérix e do seu amigo Obélix, já lá vão 50 anos.

A dupla, que defende a irredutível aldeia contra as tropas romanas de Julio César com a ajuda da poção secreta, apareceu nas páginas da revista Foguetão precisamente a 4 de maio de 1961.

René Goscinny e Albert Uderzo deram a conhecer o universo de Astérix a 29 de Outubro de 1959, nas páginas da revista francesa Pilote, e dois anos depois aparecia traduzido e publicado em português.

A primeira história de Astérix e do resto das personagens onde se conta o druida Panoramix, o bardo Cacofonix ou o pequeno cão Ideafix foi publicada depois em álbum em Portugal em 1967 com o título “Astérix, o Gaulês”.

Atualmente, Astérix ainda é uma das personagens de banda desenhada de maior sucesso com mais de 300 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo e disponíveis em mais de uma centena de línguas e dialetos, incluindo o mirandês, além de várias adaptações para cinema.

Em Portugal, a editora ASA tem sido nos últimos anos a responsável pela publicação das histórias de Astérix, tendo procedido à reimpressão de 22 álbuns e a edição de novos títulos.

Fonte do grupo editorial Leya disse à agência Lusa que, para assinalar os 50 anos da publicação, serão editados livros sobre as principais personagens.
A chancela está ainda a preparar o lançamento do site Astérix em Portugal, que deverá estar disponível na Internet em junho.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub