Mundo

Argentina: meditação melhora segurança nas prisões

Desde o mês de julho que os presos do Serviço Penitenciário de Buenos Aires participam, semanalmente, em aulas de meditação, onde treinam técnicas de auto-ajuda para lidarem com os seus problemas e emoções de forma mais tranquila. O método também já
Versão para impressão
Desde o mês de julho que os presos do Serviço Penitenciário de Buenos Aires participam, semanalmente, em aulas de meditação, onde treinam técnicas de auto-ajuda para lidarem com os seus problemas e emoções de forma mais tranquila. O método também já está a ser aplicado em prisões do Uruguai e do Chile.

No total, 360 detidos em 13 prisões da capital argentina já estão a praticar o método Isha, desenvolvido pela professora espiritual australiana Isha Judd, avança a BB Brasil.

“Com esta experiência, os presos sentem-se mais tranquilos. Já não discutem com os companheiros, não se incomodam tanto em conviver com outros presos e não têm as mesmas reações de antes. Sentem-se mais descansados e ficam menos agressivos”, contou Alejandro Rodríguez, responsável pela instrução das aulas de meditação.

Rodríguez explicou ainda que o método Isha visa assimilar a “consciência do presente”. Durante duas horas, uma vez por semana, os presos treinam os ensinamentos aprendidos, para, na aula seguinte, relatar ao grupo os efeitos que sentiram e os dramas que enfrentam.

Em declarações à imprensa argentina, o diretor do Serviço Penitenciário de Buenos Aires, Javier Mendoza, confirmou os benefícios destas aulas de meditação na forma de estar dos reclusos, que “melhoraram muito o seu comportamento”.

“Oxalá mais presos se interessem e se inscrevam neste curso. A violência nas cadeias onde o curso é realizado diminuiu muito. Este sistema reduz a ansiedade e a depressão dos presos e ajuda-os na readaptação, ampliando a segurança nos presídios”, afirmou Mendoza, citado pela BBC Brasil.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório