Saúde

Aparelho de baixo custo reduz nascimentos prematuros

Um pequeno aparelho de baixo custo pode reduzir drasticamente o número de nascimentos prematuros em gravidezes de risco. A descoberta resulta de uma investigação realizada por uma equipa de médicos espanhóis.
Versão para impressão

Um pequeno aparelho de baixo custo pode reduzir drasticamente o número de nascimentos prematuros em gravidezes de risco. A descoberta resulta de uma investigação realizada por uma equipa de médicos espanhóis.

O estudo demonstrou que a utilização de um “pessário cervical” (um anel de silicone que usualmente é introduzido na vagina para tratar, por exemplo, a incontinência urinária) diminui a percentagem de nascimentos prematuros nos grupos de risco.

Durante a investigação, os especialistas analisaram mulheres que tinham um colo do útero (extremidade inferior do útero) com menos de 25mm – uma das características mais relacionadas com um risco elevado de parto prematuro.

A parte inferior do útero de 11875 foi medida entre as 18 e as 22 semanas de gravidez, através de um exame de ultrassons. 726 destas mulheres tinham o colo do útero inferior à medida de 25mm.

Em cerca de metade das mulheres incluídas no grupo de risco foi introduzido um “pessário cervical” – um aparelho cujo preço ronda os 35 euros. Os resultados foram surpreendentes: 6 por cento das mulheres que utilizaram o aparelho tiveram partos prematuros, contra uma percentagem de 27% nas mulheres que não o utilizaram.

“A colocação de um pessário é um procedimento acessível, não invasivo e fácil de inserir e remover quando necessário”, explicou à AFP a autora principal do estudo, Maria Goya, obstetra do Hospital Universitário Vall d''Hebron, em Barcelona

Vão ser agora efetuados mais testes para que a técnica possa entrar na rotina médica dos obstetras.

De acordo com o artigo nascem todos os anos cerca de 13 milhões de bebés antes do tempo, situação que pode acarretar riscos para a saúde futura das crianças.

Aceda ao artigo, publicado no The Lancet, AQUI.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório