Cultura

Animação portuguesa vence prémio na Austrália

Marta Maia é uma emigrante portuguesa à conquista da Austrália. A viver no país há dois anos, conquistou com a curta "Camera Obscura" os prémios de Melhor Animação Australiana, no festival "World Of Woman: WOW Film Festival 2012".
Versão para impressão
Marta Maia é uma emigrante portuguesa à  conquista da Austrália. A viver no país há dois anos, conquistou com a curta “Camera Obscura” os prémios de Melhor Animação Australiana, no festival “World Of Woman: WOW Film Festival 2012”, um evento que homenageia trabalhos cinematográficos no feminino.
 
A curta-metragem apresentada no festival australiano foi realizada por Marta Maia como tese final da licenciatura em Ecrã e Media que realizou na Sidney Film School. Todos os bonecos usados para o filme foram feitos à mão por Marta e uma equipa composta por Filippo Grando e Vítor Queiroz, também português.
 
“Camera Obscura” conta a história de uma idosa, Maria, que vive numa câmara escura de onde vê a cidade que a rodeia. Conhece as pessoas e os lugares, mas nunca sai de casa porque está fascinada por aquilo que vê, até que algo acontece na cidade e Maria tem de decidir se sai para ajudar ou não.
 
Para editar o produto cinematográfico final, com cinco minutos de duração, Marta Maia e a sua equipa tiraram mais de oito mil fotografias ao longo de três meses.

Marta foi reconhecida entre várias “mulheres talentosas” da indústria

 
No WOW Film Festival, a realizadora portuguesa venceu um tablet e um voucher de 400 dólares australianos (cerca de 315 euros) para um curso de curta duração da Escola de Rádio, Cinema e Televisão Australiana.
 
À revista Australian Creative, Marta afirmou estar lisonjeada com este galardão. “Significa muito ser reconhecida entre tantas mulheres talentosas nesta indústria”, reconheceu.
 
Já Ben Ferris, diretor da Escola de Cinema de Sidney, que Marta Maia frequentou, referiu: “É ótimo ver todo o trabalho árduo reconhecido e estamos ansiosos para ver o que a Marta vai fazer a seguir”.
 
O filme venceu ainda o prémio de Melhor Composição musical, pelas mãos de Christina Christensen.
 
A 18ª edição do WOW Film Festival, que teve lugar em meados de Março, pretendeu promover e reconhecer o talento de mulheres ligadas ao cinema, quer da indústria cinematográfica australiana, quer em meio internacional. A lista dos premiados pode ser consultada AQUI.


[
Notícia sugerida por Fernando Casimiro]

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub