Ciência

Animação dá a conhecer “respiração” da Terra

Uma animação criada pelo programador John Nelson mostra a Terra a 'respirar', à medida que as estações do ano mudam. Na verdade, a animação é apenas a junção de várias imagens da Terra nos diferentes meses do ano, mas o efeito é o de um 'coração puls
Versão para impressão
Uma animação criada pelo programador norte-americano John Nelson mostra a Terra a 'respirar', à medida que as estações do ano mudam. Na verdade, a animação é a junção de várias imagens da Terra nos diferentes meses do ano, mas o efeito é o de um 'coração pulsante' no interior do planeta.
 
As imagens utilizadas foram recolhidas por um satélite da NASA, no âmbito do projeto 'Blue Marble Next Generation' que fez a recolha de uma foto do planeta de mês a mês.

“Demorei uma tarde a fazer a animação”, conta Nelson, citado pelo Daily Mail. “Mas demorou um bocadinho mais para que eu conseguisse descrever aquilo que senti quando vi o resultado, porque fui apanhado completamente de surpresa”.

“Tinha algumas expectativas, sim, daquilo que iria ver quando juntasse todos estes 'frames', mas nunca pensei ficar tão surpreendido”, acrescenta.

As imagens são baseadas na Blue Marble original, uma composição de quatro meses de observações por satélite com uma resolução espacial (nível de detalhe) de um quilómetro quadrado por pixel. 


“São imagens que dão conta das alterações sazonais que ocorrem à superfície da terra: a vegetação que aparece e que desaparece nas regiões de clima temperado como a América do Norte e a Europa, as estações quentes e frias nos trópicos, etc.”, esclarece a NASA.

John Nelson conta que a ideia para a animação que está a espantar o mundo surgiu numa conversa com um colega sobre o portal da Nasa: “Foi tudo muito natural e sem pensar. Estava-lhe a falar das várias opções que existem para apresentar os dados de satélite de forma compilada.”

“Quanto fui à aplicação NASA's Visible Eart para aceder a algumas das suas imagens do planeta, disponibilizadas de forma gratuita, dei conta de que havia imagens representativas da Terra em cada um dos meses do ano”, refere.
 
Curioso com a forma em como ficariam todas juntas, Nelson aceitou o desafio pessoal e deitou mãos ao trabalho. “Fiz o 'download' das doze imagens-mosaico capturadas, trabalhei-as com alguns efeitos e juntei-as todas numa espécie de 'gif' animado”.

A ideia era dar a conhecer às pessoas uma nova imagem daquilo que se passa no planeta Terra. Para isso, escolheu um efeito que salientasse as áreas de grande altitude, que é onde ocorrem as maiores alterações ao longo dos anos.
 

“Era como se [a Terra] tivesse a respirar. Quando juntei tudo numa só imagem fixa do planeta, aquilo que eu tinha à minha frente era algo como um coração a palpitar”, conta o programador.


“Podemos seguir a evolução de uma localização qualquer e comparar as alturas de chegada e ida da neve e a flora que aí cresce, ao mesmo tempo que acompanhamos, em toda a periferia, a oscilante onda da vida, no seu avanço e recuo, avanço e recuo…”, conclui Nelson.

Clique AQUI para aceder ao blogue do programador, onde John Nelson apresenta a sua animação.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub