Literatura

Alvalade tem uma nova biblioteca e fica num palácio

Depois de estar há cinco anos sem biblioteca municipal, Alvalade voltou esta semana a inaugurar um espaço de leitura dirigido à comunidade.
Versão para impressão
Depois de estar há cinco anos sem biblioteca municipal, Alvalade voltou esta semana a inaugurar um espaço de leitura dirigido à comunidade.

A transformação do antigo Palácio dos Coruchéus numa biblioteca com espaços e serviços dirigidos à comunidade marca o arranque do Programa Estratégico Biblioteca XXI, anunciado em meados de 2012 e que prevê, nos próximos meses, a construção e requalificação de mais espaços de leitura.

Esta terça-feira, Dia Mundial do Livro, a Biblioteca Municipal dos Coruchéu recebeu os primeiros visitantes, entre eles o presidente da câmara de Lisboa, António Costa.

Image and video hosting by TinyPic

Na apresentação do espaço, a vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto salientou que este será um espaço “onde se leem livros e se estuda mas também onde se pode aceder à internet”, será um espaço de convívio entre as famílias, entre  gerações, um espaço onde os vários grupos da comunidade se podem sentir em casa mas também, e principalmente, um centro de cultura de proximidade”.

Na nova biblioteca,  tem também espaço para a realização de iniciativas e culturais mas aposta, sobretudo, nas novas tecnologias, graças a uma série de parcerias. A Imaginarium disponibilizou ‘tablets’ para os mais novos, a Innovagency lançou uma aplicação que permite a emissão de cartões de utilizador da biblioteca em formato digital e, por fim, a PlayStation disponibiliza uma PlayStation3 com uma aplicação que permite o contacto com livros virtuais em realidade aumentada.

Novas bibliotecas em Marvila e Benfica

A Biblioteca Municipal de Alvalade estava fechada, por motivos de segurança, desde 2009, pelo que o programa decidiu instalá-la no Palácio dos Coruchéus, que estava em boas condições e não precisava de muitas obras, além de ter vantagem de estar rodeado por espaços de artes, como ateliês e a Galeria Quadro.

Image and video hosting by TinyPic

Na inauguração, o presidente António Costa recordou que “dentro de pouco tempo Lisboa terá ainda uma nova biblioteca em Marvila e outra em Benfica”.

“Em vez de fazermos um investimento numa grande biblioteca para a cidade achámos que era importante apostarmos nesta rede para que estes equipamentos possam estar o mais próximo possível junto das pessoas e a infraestruturar os diferentes bairros da cidade de Lisboa”, explicou o autarca.

Estas obras estão inseridas no programa estratégico Bibliotecas XXI, aprovado em Maio de 2012, que prevê até 2024 equipar a cidade de oito ‘bibliotecas âncora’ e 18 de bairro. O programa tem um orçamento de quatro milhões de euros. Todos os anos, as bibliotecas portuguesas são visitadas, em média, por 700 mil utentes.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub