Inovação e Tecnologia

Alunos de Viana do Castelo criam biofiambre

Três alunos do curso de Engenharia Alimentar da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) criaram o biofiambre de legumes, uma alternativa alimentar para os consumidores vegetarianos e para aqueles que
Versão para impressão
Três alunos do curso de Engenharia Alimentar da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) criaram o biofiambre de legumes, uma alternativa alimentar para os consumidores vegetarianos e para aqueles que procuram produtos mais saudáveis.

À agência Lusa, Ana Catarina Magalhães, José Renato Faria e Rosa Alves explicam que a matéria-prima do produto provém da agricultura biológica e é apenas submetido a um branqueamento moderado para a intensificação do seu sabor.

“Uma vez refogados os legumes e homogeneizada a mistura, o produto é submetido a uma pasteurização, como forma de conservação, seguindo-se uma maturação controlada, de forma a garantir a sua consistência e textura, muito semelhante à do fiambre”, revelaram os estudantes.

O biofiambre não contém adição de corantes e conservantes e os métodos de conservação utilizados são a pasteurização seguida de refrigeração que, “é uma garantia de segurança para o consumidor”.

O produto é “uma alternativa ao fiambre tradicional para vegetarianos e uma agradável proposta para os não vegetarianos”, dizem ainda os alunos, que tiveram a ideia após constatarem a crescente preocupação com as dietas alimentares.

O biofiambre de legumes será exibido no espaço FOOD I&DT da edição 2011 da Feira Alimentaria & Horexpo, que vai decorrer em Lisboa de 27 a 30 de março.

[Notícia sugerida pelos utilizadores Vítor Fernandes e Teresa Semedo]

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub