Sociedade

“Algarve Seguro”: PSP e GNR com novos meios

O projeto "Algarve Seguro" foi apresentado na passada semana em Faro pelo ministro da Administração Interna Rui Pereira como uma aposta no "reforço da segurança na região". O programa irá proporcionar à PSP e a GNR uma rede integrada com novos instru
Versão para impressão
[Foto: Ministério da Administração Interna]

O projeto piloto “Algarve Seguro” foi apresentado na passada semana em Faro pelo ministro da Administração Interna Rui Pereira como uma aposta no “reforço da segurança na região”. O programa irá proporcionar à PSP e a GNR uma rede integrada com novos instrumentos tecnológicos de apoio à atividade operacional destas forças de segurança.

Neste âmbito a partir de julho serão distribuídos aos polícias algarvios mais de duas centenas de PDA para a geo-referenciação de meios operacionais. Será feita a ligação das centrais de alarme às forças de segurança. Irá haver ainda um reforço da leitura automática de matrículas para detecção de veículos roubados ou envolvidos em ocorrências.

Este projeto implica que 225 veículos da GNR e PSP -passem a ser georreferenciados em permanência para se saber onde está cada viatura policial e para acorrerem mais rapidamente a qualquer problema de ordem pública ou a qualquer ocorrência criminal.

A ligação das centrais de alarmes privados às forças policiais onde são recebidos os pedidos de auxílio, um aumento do número de câmaras móveis e a introdução de câmaras fixas em locais estratégicos de circulação no Algarve são outras respostas que o Ministério da Administração Interna vai implementar na região, conforme explica a agência Lusa.

O Algarve tem sido, nos últimos meses, palco de vários assaltos a moradias com recurso a violência e até sequestro, o que levou a uma onda de insegurança na região.

Rui Pereira referiu ainda que o projeto “Algarve Seguro” só foi possível com o envolvimento do Governo Civil de Faro, autarcas, forças de segurança e sociedade civil, nomeadamente empresas de segurança privada, seguros, comunicações, mas também das comunidades estrangeiras e membros do corpo diplomático.

[A notícia foi sugerida pela utilizadora Raquel Baêta]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório